Categorias
Quadrinhos

X-Men sem Jonathan Hickman

O que vai ser dos X-Men sem Jonathan Hickman?

A mente por trás das sagas de super heróis que me fizeram voltar ao gênero está se despedindo do seu mais recente projeto de sucesso. Nunca achei que seria possível revitalizar meu amor pelos mutantes da Marvel Comics e agora eles terão que se virar. Os X-Men sem Jonathan Hickman foi, literalmente, uma facada no meu peito.

Nunca imaginei o que viria quando Hickman foi anunciado para o relançamento dos títulos mutantes. House of X e Powers of X explodiram minha mente, sem mencionar o que fez anteriormente em Vingadores que culminou no último Guerras Secretas. E é aí que as coisas começam a ficar tristes, pois sua saída obviamente levou os personagens para novos rumos e novas histórias surgiram. Por mais que tenha gostado não era a mesma coisa… Foi assim com o Quarteto Fantástico também, e provavelmente será assim com os filhos de Krakoa.

Meu principal medo é voltar a ser o que era, mesmo que a era de Krakoa continue estamos falando de um escritório criativo que achou a Era de X-Man uma boa ideia. A elaboração de histórias à longo prazo é algo extremamente cativante em quadrinhos – pelo menos para mim – e imaginar que tudo pode virar pó em Inferno é quase irônico… Acho que nem a Moira vai conseguir salvar essa…

X-Men sem Jonathan Hickman - 00 - Blog Farofeiros

Apesar disso o autor não irá sair da Marvel Comics, só vai largar os mutantes antes de terminar todas as histórias que havia planejado mesmo. Outro motivo para sua saída seria o lançamento de seu título no serviço de assinatura de quadrinhos chamado Substack. O serviço oferece uma assinatura para você acompanhar seu autor favorito, no caso de Hickman a história se chama 3W/3M – Three Worlds/Three Moons. O título me parece bem interessante, mas o preço não é nada atraente.

Até Donny Cates está nessa com outros desenhistas fazendo personagens que só usam roupa apertadinha preta.

X-Men sem Jonathan Hickman pode significar que a história irá degringolar e outros destinos sejam almejados por quem for dirigir ou escrever os títulos mutantes. Infelizmente não estou otimista com o futuro dos mutantes sendo que diversos outros títulos importantes hoje estão com uma direção duvidosa. O Homem Aranha de Rick Remender e os Vingadores de Jason Aaron são, infelizmente, os principais exemplos disso.

Não tenho mais idade para gibi de super herói, eu sei. Fazem muitos anos que o gênero não visa mais agradar o meu paladar de velho carcomido… Mas estava gostando muito de X-Men e agora não se sabe se Krakoa irá contratar o Paulo Guedes para abrir um banco da ilha ou se o Ricardo Salles vai tacar fogo em tudo mesmo.

Por Rodrigo Castro

Guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia. Também é leitor de gibi e jogador profissional de videogames no easy.

Uma resposta em “X-Men sem Jonathan Hickman”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.