Categorias
Quadrinhos

Future State: O Estado Futuro dos Quadrinhos da DC Comics

Future Stare é inegavelmente um teste, se alguma coisa fizer um certo sucesso eles provavelmente seguiram naquele sentido. Ou então podemos chamar o evento de Novos 52 Cauteloso, sem a absurda ideia de lançar 52 títulos mensais. O Estado Futuro da DC Comics é com certeza uma ramificação do que era planejado por Dan Didio e seu 5G, de todo jeito o material já estava em produção e em Janeiro de 2021 veremos do que a editora é capaz.

Logo de cara percebe-se uma clara (aham) miscigenação de seus heróis. Ainda que homens brancos héteros sejam a maioria é notável o surgimento de outras etnias como super heróis. Isso é ótimo, mesmo que ainda não seja suficiente devemos pelo menos considerar como um bom início.

Nova Liga da Justiça - Future State - Estado Futuro - DC Comics - Blog Farofeiros

É difícil para a maioria dos fãs de quadrinhos de super herói admitir mas essas histórias não são feitas mais para eles. Para atingir um grande público é preciso que ele se veja em seus personagens favoritos para se correlacionar, para que o leitor traga o herói para o mundo real. E, bem, convenhamos, gente rica, branca, anabolizada nunca pode ser chamado de um estereotipo relevante. Por isso faz todo o sentido do mundo a DC Comics mostrar que todos os fãs são bem vindos e tem um lar na editora.

Obviamente que a editora não é caridosa, a representatividade dá dinheiro. O melhor exemplo é o simples fato do nome Yara Flor ter se transformado em um trending topic no Brasil por algumas horas sem que o termo tivesse sido impulsionado com anúncios pagos nas redes sociais.

Propaganda grátis é a melhor propaganda!

Serão lançados diversos gibis mas nada confirmado se substituirão os clássicos e nem se farão parte da continuidade oficial da editora. A maioria dos heróis que vemos hoje não teve um “final feliz” aparentemente. Veja abaixo o que esperar das três famílias (?) que dividem o espaço de Future State.

Família Batman

Bruce Wayne perdeu, provavelmente está morto, mas seu legado continuará. Nesta Gotham City dominada pelo regime Magistrado (certamente algo bem fascista) uma nova geração de vigilantes em roupa de morcego surgem.

Dessa história surgirá o tão aclamado Batman negro surgirá em Future State: The Next Batman de John Ridley, Nick Derington e Laura Braba. Neste título ainda veremos Outsider, Arkham Knights, Batgirls e Sereias de Gotham City. Além disso em Future State: Dark Detective teremos outro Batman (aparentemente), além de Bandoleiro (do Wildcats) e Red Hood.

Outros títulos de Future State incluem Batman/Superman, Mulher Gato, Arlequina, Asa Noturna e Robin Eternal.

Família Superman

Devido uma crise internacional Clark Kent é praticamente forçado a deixar sua carreira de salvador da Terra. No Warworld Superman entra em uma arena de gladiadores para confrontar Mongul com a ajuda de heróis pouco convencionais. Isso dá à Jon a oportunidade de assumir o manto de Superman de Metropolis… Mas nada é tão simples assim: com medo do que ocorreu em Gotham City, o ex-Superboy coloca sua cidade em uma garrafa e deixando que Supergirl a proteja lá dentro. É a “nova Kandor”, versão 2020.

A “Família Superman” trará histórias de Jon em Superman of Metropolis e de Clark em Superman Worlds of War. Além disso teremos algumas surpresas como Guardião, Senhor Milagre (Shilo Norman), Midnighter e Black Racer. Fiquei surpreso em colocarem a Mulher Maravilha na mesma família que os kryptonianos, Immortal Wonder Woman trará a Mulher Maravilha com o cinto de utilidades do Batman, Nubia e, obviamente, Yara Flor.

Dinastia de El, Kara Zor-El – Superwoman, Legião de Super Heróis, Superman/Mulher Maravilha (Jon e Yara) além do inusitado Superman vs. Imperius Lez (?!?!?!?!!?) são outros títulos dessa família.

Família Liga da Justiça

A família Liga da Justiça é a turma da bagunça dessa linha. Uma nova Liga da Justiça surge com novas identidades secretas e um velho inimigo (sic) surge para usar esse segredo e dominar o mundo (sic sic). A Liga da Justiça Sombria vai ser caçada já que o tecido da realidade foi alterado (?!?!?!?). Acha que isso é tudo?

Os Cavaleiros do Apocalipse atacam a Academia Titã, Barry Allen perde a Força da Velocidade (de novo), Wally West locão mais uma vez e Billy Batson, o Shazam, faz um acordo com o demônio. John Stewart e o restante da Tropa Lanterna Verde (incluindo G’nort) tem que tomar cuidado com uma bateria morta, o Monstro do Pântano fica locão também e o Adão Negro quer salvar a humanidade. Ah, também vai ter Esquadrão Suicida da Terra 3. Sim, é muita coisa.

A nova Mulher Maravilha: brasileira amazônica

Suyane Moreira - Mulher Maravilha - Future State - Estado Futuro - DC Comics - Blog Farofeiros

Obviamente por aqui no Brasil o assunto gira em torno de Yara Flor, a brasileira amazônica que será a nova Mulher Maravilha em Estado Futuro. O interesse brasileiro pela personagem foi realmente algo surpreendente, fiquei genuinamente feliz em ver tanta gente animada com essa nativa amazônica.

E, como não poderia deixar de ser, nos quadrinhos nada é por acaso: a artista por trás do projeto, ninguém menos que Joëlle Jones, uma das mentes por trás do famoso e excelente Lady Killer. Como não se apaixonar por uma representante nacional na Liga da Justiça com um nome de peso como o da Mulher Maravilha?

O melhor de tudo é que a inspiração visual para a personagem seguiu os traços da bela atriz Suyane Moreira. A escolha não é nada menos do que incrível!

Para surgir uma amazona brasileira ao cânone não foi muito difícil. Em Wonder Woman Annual #4 Diana encontra um posto avançado escondido de amazonas chamado Esperança Perigosa (em português mesmo). Junto a ela temos a ilha Themyscira, terra natal de Diana, e Ilha Paraíso.

Future State: igual mas diferente?

Future State - Estado Futuro - DC Comics - 1 - Blog Farofeiros

É importante falar que como boa parte dos grandes eventos nos quadrinhos norte americanos hoje em dia nada é lá muito original. É assim com a Marvel Comics e é assim com a DC Comics, então é inevitável compararmos o que vemos aqui com outras versões já apresentadas no passado. Os Novos 52, DC Um Milhão e Futures End foram ideias bem similares e que realmente não vingaram – na verdade bagunçaram mais ainda o que era para ter simplificado.

Afinal são três Superman diferentes, três Batman diferentes (quatro se contarmos com o Red X), um monte de Flashs e o Wally West despirocando de vez mais uma vez.

Tudo é temporário? Talvez, é certo que tudo vai depender de como o público irá receber tantas mudanças… Se não render volta tudo ao que estava. Simples assim.

Por Rodrigo Castro

Debochado e inconveniente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.