O que há de errado em Cyberpunk 2077 - Johnny Silverhand - Keanu Reeves - Blog Farofeiros

O que há de errado em Cyberpunk 2077?

Escrito por | Games


Não fui na E3 2019 mas parece ter algo errado em Cyberpunk 2077

Obviamente não fui convidado pela CD Projekt Red para ir até a E3 2019 testar a mais recente produção do estúdio. Até aí sem problemas, não é mesmo? Estava no hype do jogo, Keanu Reeves naquela apresentação se tornou o homem da minha vida… Mesmo assim, com um visual estarrecedor, com o escolhido, com as promessas há algo de muito errado em Cyberpunk 2077.

Tudo começou quando diversas pessoas no Twitter começaram a apontar algumas questões relevantes quando a jogabilidade, representatividade e até transfobia.

O que há de errado em Cyberpunk 2077 - Chefe - Blog Farofeiros

A primeira discussão que vi é quanto ao gênero do jogo. Seria um RPG com ação ou um jogo de ação com diálogos? Neste ponto muitos que tiveram acesso ao gameplay de demonstração dizem que apesar da ação é um RPG. A sequência e as consequências das escolhas seriam impressionantes, há quem diga inclusive que seria possível terminar o game sem matar ninguém.

Alguns apontam que o que está errado em Cyberpunk 2077 estaria mais relacionado ao racismo. Mostrando uma sociedade parecida com a atual com grupos étnicos separados em gangues. Alguns brancos supremacistas da maneira cibernética de viver, outros seriam descendentes jamaicanos sendo massacrados pelo protagonista branco de olhos claros.

O que há de errado em Cyberpunk 2077 - Carro - Blog Farofeiros

Pode parecer suspeito até você conhecer o criador de Cyberpunk 2020, que serve de inspiração para Cyberpunk 2077, e que faz parte da produção do jogo. Em entrevista durante a E3 2019 o simpático Mike Pondsmith explicou a origem da gangue The VooDoo Boys e tranquilizou os fãs preocupados com possível racismo.

O escritor disse amar esses personagens e disse que este é o resultado de sua vontade de inserir mais cultura africana e afro americana na série. Esses personagens são extremamente religiosos e sua história traz marcas de cultura haitiana. Isso sem contar que o autor é negro e duvido que ele atuaria contra sua raça e cultura.

Na obra original Cyberpunk 2020 existe a citação abaixo falando sobre Diversidade e Unidade.

“Agora é aceito entre os estudiosos históricos que, nas décadas que antecederam o Colapso, a América sofreu com as doenças do racismo e da “identidade cultural”. Todos queriam ser vistos como especiais. Cada grupo tinha que ser “igual” ou, de preferência, melhor que seus vizinhos, e lutava para proteger seus direitos “especiais”. Se alguém tivesse algo que outra pessoa queria, eles eram pintados como racistas, sexistas, elitistas ou piores. Essa atitude de “eu primeiro” acabou destruindo o tecido da cultura americana e fazendo com que ele se auto destruísse em uma bola de fogo de ideologias concorrentes, que de fato não reconheciam a validade um do outro. A diversidade levou inexoravelmente à anarquia.”

Lembrando ainda que o jogo é uma obra de ficção, então como a sociedade evolui neste universo depende da concepção artística do autor. Então podemos falar claramente que o que há de errado com Cyberpunk 2077 é mais da visão do espectador do que algo que realmente a obra pregue.

Na minha opinião pessoal o futuro ideal para a humanidade deveria ser o do Star Trek, mas prefiro Star Wars, na ficção obviamente. O que pode estar errado em Cyberpunk 2077 é a visão pessoal de um game que ainda nem foi lançado.

Outro fato que pegaram no pé da CD Projekt Red é quanto uma arte controversa inserida como publicidade no jogo. A peça de propaganda mostra uma mulher transgênero com o pênis ereto. A artista Kasia Redesiuk, uma das diretoras de arte do game, declarou que “pessoalmente, para mim, esta pessoa é sexy, gosto da sua aparência. Contudo esta modelo é usada – seu lindo corpo é usado – para questões corporativas. São expostos ali como apenas uma coisa, e essa é a parte terrível disso.”

O que há de errado em Cyberpunk 2077 - Trans - Blog Farofeiros

Apesar de concordar com a artista é bom lembrar que a CD Projekt Red já fez piadas com a comunidade trans, obviamente foi obrigada a se desculpar publicamente. Kasia conclui com a seguinte frase sobre essa questão:

“Eu sinceramente acho que precisamos disso porque precisamos de mais aceitação no mundo, e também precisamos mostrar como a bondade das pessoas às vezes é usada contra eles. E eu realmente adoraria que o mundo mudasse e fosse um lugar melhor para todos.”

Não é que é verdade? É natural que em um futuro distópico a beleza siga outro padrões e que, da mesma forma que é hoje, ela seja aproveitada para o comércio.

O que há de errado em Cyberpunk 2077 - Assalto - Blog Farofeiros

Vale lembrar ainda que a representatividade sempre importa e segundo um dos designers de Cyberpunk 2077 o game permitirá que os jogadores criem personagens transgêneros e não-binários! Achei bem interessante isso visto que seu personagem viverá as cinemáticas do game como você o conceber… Só espero que esta função tenha bastantes opções de customização.

Apesar de ter juntado diversas explicações da produção sobre o que há errado em Cyberpunk 2077 só teremos certeza quando o game foi realmente lançado. Dia 16 de Abril de 2020 parece longe e tudo o que recomendo é que não faça a pré-compra. Vai que seja tudo pior do que se imagina?


Última alteração: 3 de julho de 2019

2 Responses to :
O que há de errado em Cyberpunk 2077?

  1. Newton Uzeda disse:

    Eu sei que estou muito empolgado por este jogo. Tomara que faça justiça ao nome que carrega, porque o RPG de mesa é fantástico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.