Categorias
Séries

Belas Maldições irá para a TV

Belas Maldições irá para a TV e mal posso me conter. É simplesmente meu livro favorito ganhando vida na frente de meus olhos (mediante pagamento de mensalidade).

O meu lado fanboy está em deleite total desde ontem quando foi anunciado o gibi de Deuses Americanos, que será lançado em Março pouco antes do lançamento da série de TV. Hoje a coisa pegou meu lado emocional de maneira violenta.

Meu livro favorito de todos os tempos escrita à quatro mãos por Neil Gaiman e Terry Pratchett irá ganhar uma série pela a Amazon Prime, serviço da Amazon que é similar ao Netflix. Serão produzidos seis episódios no formato de minissérie e terá roteiros e produção de Neil Gaiman, lembro ainda que o livro foi adaptado no formato de rádio novela pela BBC em 2014. Não tive coragem de ver ouvir por puro preconceito e medo de estragarem meu amado livro.

Terry Pratchett e Neil Gaiman - Belas Maldições irá para a TV
Os autores Terry Pratchett (RIP) e Neil Gaiman.

Mas sim, Belas Maldições irá para a TV e Neil Gaiman disse algumas belas palavras sobre o assunto.

A quase trinta anos atrás Terry Pratchett e eu escrevemos o romance mais engraçado possível sobre o fim do mundo, populamos com anjos de demônios, sem falar de um anticristo de onze anos, caçadores de bruxas e quatro cavaleiros do apocalipse. Ele se tornou o livro favorito de muita gente. Três décadas depois eu o colocarei na tela. Não posso pensar em ninguém além do BBC Studios para isso, e eu gostaria que Sir Terry estivesse vivo para ver isso.

Terry Pratchett faleceu em 2015. 

Belas Maldições, a série, será lançada em 2018 e será exibida tanto pela BBC como pela Amazon Prime, mas a Amazon lançará primeiro. Na produção teremos Neil Gaiman, Caroline Skinner (Doctor Who), Chris Sussman (Fleabag); Rob Wilkins (Choosing to Die) e Rod Brown (Going Postal) para a narrativa enquanto Neil cuidará da adaptação para as telas do romance. Mal posso esperar!!!!!

Para nós brasileiros o Amazon Prime é um serviço bem barato que concorre com o Netflix com alguns poréns. O preço apesar de baixo é em dólar, logo o valor poderá variar de acordo com a cotação da moeda americana e, apesar do esforço, sua biblioteca é bem pequena comparada a do Netflix. Como eles dão um mês grátis eu vou esperar lançarem algo interessante para testar o serviço só depois, hoje apenas Grand Tour, do time demitido de Top Gear, que me interessa lá.

Vamos aguardar mais notícias para breve!

Por Rodrigo Castro

Guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia. Também é leitor de gibi e jogador profissional de videogames no easy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.