Categorias
Opinião

Você só pode jogar videogame se for bom?

Só pode jogar videogame se for bom viu, só profissionais de joguinho comigo!

Farofeiros, farofeires e farofeiras, infelizmente tenho produzido menos e com menor qualidade do que gostaria nos últimos meses. É tanta coisa que está acontecendo que quando tenho algum tempo resolvo fazer algo importante: passar raiva na internet. Mas esse hobby específico é o que visa os gamers, principalmente aquele povo que acredita que você só pode jogar videogame se for bom.

Primeiro que, ser bom em jogo é algo divertido mas é o equivalente à ser o melhor jogador de bocha do seu bairro. Pode ser legal e até trazer algum reconhecimento, mas não vai te trazer dinheiro nem chamar a atenção daquela pessoa especial.

Ganhar uma partida em Fortinite pode ser legal, ganhar uma partida de Magic: The Gathering pode ser revigorante, ter a maior pontuação em Free Fire pode ser orgástica… Mas nada disso realmente vai resolver alguma coisa da sua vida (real). Quer dizer, se você simplesmente tomar todos os pontos de Overwatch você pode entrar para um time que não te representa e tentar ganhar algum dinheiro de uma empresa que jogou sua reputação no lixo.

Comprometimento com videogames é algo polêmico, afinal você está se divertindo e investir em diversão é sempre bom. Porém o resultado final disso pode ser negativo inclusive. Afinal para se ficar bom você tem que deixar de fazer outras coisas e se dedicar apenas à entender determinadas mecânicas e repeti-las infinitas vezes no chamado grind.

Você só pode jogar videogame se for bom - SMC - Guild Wars 2 - Blog Farofeiros

Mas vamos falar de meu caso específico e que é pertinente ao assunto aqui. Em Guild Wars 2, se você não dedicar no mínimo três horas diárias para conseguir equipamentos e recompensas você nunca os melhorará. E as tarefas podem ser complicadas, exigir treino e uma equipe com um comprometimento igual ou maior que o seu.

Tenho seguido um comandante (sim, este é o termo oficial do jogo) para tentar conseguir umas coisas diferentes depois de anos estagnado. O cara é realmente bom e as colocações que ele faz normalmente são boas. Porém o cara é um babaca arrogante, não ando com gente babaca assim não.

E não, não sou nada bom… Às vezes faço umas coisas boas, mas me falta equipamento e habilidade mesmo.

Bagunça, gritaria e frustração estão inclusas no pacote da grande maioria dos jogos, principalmente os online. Nestes que você pode comprar itens, os pay to win, com leilões bizarros, são ótimos exemplos que só pode jogar videogame se for bom… Aí você compensa a sua ruindade com dinheiro.

Afinal é para isso que serve o dinheiro, para mostrar que seu e-penis é maior que o dos outros.

Videogames, para mim, são sobre diversão… Não sobre quem tem mais tempo livre para ficar repetindo a mesma dungeon todos os dias por anos. Videogames não são sobre quem tem mais dinheiro para gastar com itens digitais (e que podem sumir à qualquer momento).

Agora você há de convir comigo, gente gritando na sua orelha durante uma tarefa repetitiva me lembra muito mais emprego do que diversão. Por isso frequentemente pego um personagem para fazer histórias, procurar roupinhas ou simplesmente ficar pulando no jogo.

A conclusão que fica é uma indagação para o chamado dito jogador hardcore: VOCÊ VAI TER QUE ME ENGULIR BABACA POIS EU SOU O CARA VESTIDO DE MOTOQUEIRO!

Pensamento do Dia

ALL YOYR BASE ARE BELONG TO US - Cats - Zero Wing - Blog Farofeiros

As vezes minto sobre mitomania e não ganho dinheiro com isso, mas normalmente só minto e continuo sem receber nada por isso.

Por Rodrigo Castro

Debochado, inconveniente, guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia.

2 respostas em “Você só pode jogar videogame se for bom?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.