30 anos de Final Fantasy

Vamos comemorar 30 anos de Final Fantasy

Escrito por | Games

30 anos de Final Fantasy?

Juro que não acreditei quando fui ver um artigo no Kotaku falando sobre a data, tive que confirmar que sou velho desse jeito. Mas sim, são 30 anos de Final Fantasy neste planeta e isso é impressionante.

Em 18 de Dezembro de 1987, eu tinha apenas sete anos, a Square lançou o jogo que iria definir um gênero no universo dos games. Desde então a Enix se fundiu com a Square e lançaram 14 continuações e mais uma dezena de spinoffs. Mas todos tem um Final Fantasy favorito, no meu caso é o famigerado Final Fantasy III no ocidente e VI no oriente.

Como você pôde reparar sou da época em que se alugar games era algo corriqueiro e necessário até para se ficar por dentro de grandes novidades sem gastar muito aqui no Brasil. Super Nintendo é meu console do coração e não sei se consigo lembrar de todos os games que joguei e Final Fantasy VI foi um dos jogos que adorava alugar.

Final Fantasy VI - 30 anos de Final Fantasy - O fim do mundo

Adorava mas era um problema

Tinha que rezar para ninguém alugar na sexta para que eu pudesse aproveitar sábado, domingo e um pouquinho da segunda antes de devolver o game pagando uma diária. Na época também não me recordo de nenhuma publicação de games fazendo um detonado. Sim, o jogo é imenso e cheio de caminhos, uma revista só seria pouco para mostrar tudo. Sem contar que o jogo obviamente não era dublado, tão pouco em português. Se tivesse sorte você teria em mãos a versão em inglês mas a versão japonesa andava por aí.

Ah, o save game também era uma questão de obra divina. Só uma vez consegui utilizar o mesmo save game em uma semana seguida da outra. O jogo era alugado e qualquer maluco poderia aluga-lo e simplesmente apagar meu progresso. Nem internet para ofender um ser desses existia na época.

Vamos comemorar 30 anos de Final Fantasy - Final Fantasy VI

Resultado, como adolescente nunca pude terminar Final Fantasy VI. O que me traumatizou como adulto. É sério.

Houve uma época que consegui reativar meu Super Nintendo e comecei a comprar alguns jogos originais para ter em minha coleção. Mas Final Fantasy VI eu nunca consegui original, os preços eram extorsivos o que me forçou ir até a Rua 25 de Março aqui em São Paulo e comprar o cartucho pirata. Paguei R$ 15 mas não incluía a bateria. O total deve ter dado R$ 16.

O game original ainda é super valorizado e constantemente o que me interessa tem um preço abusivo. Ainda mais se falando em um cartucho conservado e com a caixa e manual original de 1994. Hoje possuo a versão mobile (que é uma porcaria sem limites), a versão para PC (ruim ruim ruim) e o cartucho pirata de Super Nintendo que as vezes ligo na TV só para matar a saudade já que nem sempre consigo matar o safado do Kefka e salvar a porcaria do Shadow.

Não vou entrar no aspecto técnico quanto aos avanços que o jogo representou na época do lançamento. A narrativa envolvente ainda me pega pelo pescoço e não consigo comprar-lo com nenhum outro game mais recente.

Vamos comemorar 30 anos de Final Fantasy - Final Fantasy VI

Você também tem uma história nesses 30 anos de Final Fantasy? Comenta aí para rirmos (ou chorarmos) juntos!

Última alteração: 20 de abril de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.