Categorias
Quadrinhos

O Legado de Júpiter

O gibi O Legado de Júpiter ganhará série na Netflix em breve, então está na hora de você conhecer essa obra de Mark Millar.

Acredito que O Legado de Júpiter não receba o devido crédito e atenção que realmente merece. Mark Millar acerta mais uma vez colocando super seres em um mundo com personagens que agem e sofrem de maneira mais real dos que estamos acostumados a ver em outros quadrinhos desse tipo. Os Supremos, para a Marvel Comics – que serviu de modelo para a história inicial dos Os Vingadores nos cinemas – e até o recente A Ordem Mágica, primeiro quadrinho da linha à sair pelo selo Netflix.

Hoje o quadrinho ganha um novo destaque pois sua adaptação em série será lançada pela Netflix dia 7 de Maio de 2021. Isso só mostra o quanto a história da derrocada dos Sampsons ainda é interessante e relevante. A história, original de 2012 era o resultado de um plano bem simples: escrever a maior história de super heróis de todos os tempos. Mas ele conseguiu?

Tudo começa com um sonho

O Legado de Júpiter - Mark Millar - Blog Farofeiros

Os heróis – até então simples seres humanos – são atraídos de maneira suspeita para uma ilha próximo da costa de Marrocos em 1932, e lá lhes são concedidos poderes super humanos para que possam salvar os EUA da Grande Depressão em 1929. Tal ilha não existe em mapa algum e apareceu em um sonho apenas, logo depois da visita da equipe de Sheldon Sampson a ilha sumiu e nunca mais foi vista.

O bom samaritano super poderoso, a analogia perfeita do super homem e sua super família lutando pela perpetuação do american way. Já em 2013 os heróis centenários dividem espaço com sua prole poderosa, salvadores celebridades em um mundo que os cultua. Afinal estão acima de tudo e de todos.

Enquanto a nobreza de uns é suspeita a busca por patrocínio e mais mídia para si próprios mostram o quanto o mundo real poderia reagir aos milagres ambulantes e seus filhos. Deuses que andam entre nós e que por algum motivo simplesmente nos toleram pois precisam de público. É fácil ser seduzido pelo poder e deslumbrar ser um salvador é algo que os super poderosos almejam mais que qualquer outra coisa. Como deuses vaidosos e mesquinhos fazem de tudo para serem adorados.

Mas O Legado de Júpiter em si não é sobre super poderes, é sobre como eles poderiam ajudar a humanidade – apesar do componente “humano” ser extremamente defeituoso. Talvez para indagar realmente se o ser humano precisa mesmo de super poderes para se corromper… Mas vemos pela nossa realidade, principalmente no Brasil de 2020, que a corrupção é algo extremamente aceito por aqueles que se beneficiam dela.

Com isso ver o quanto é feito em nome de uma utopia onde uma ditadura super poderosa é criada em nome de um bem maior que nunca é alcançado. E, obviamente, quem é contra o sistema é caçado e preferencialmente neutralizado. É interessante ver como a revolução não vem do inimigo mais temido, nem de origem desconhecida – a traição vem literalmente de dentro de casa.

Tudo muda com uma ideia simples, mas que molda o mundo de acordo com os desejos de alguém que se coloca como superior a tudo – e mais uma vez, a todos. E, no meio disto, o principal super herói ainda tenta – e falha – em criar dois filhos, que se tornam os melhores exemplos de seu legado. Você diz que seus pais não lhe entendem? Mas você não entende seus super pais.

Violência e ganância movem o mundo mas há sempre o bem para lutar contra a perversão dos poderosos. O bem vence, pois O Legado de Júpiter ainda é uma história de super heróis no final das contas.

O que Júpiter deixa para seu legado?

O Legado de Júpiter - Mark Millar - Blog Farofeiros

Com certeza Legado de Júpiter não é a maior história de super heróis já criada, mas é uma das boas e que merece toda a atenção de fãs de quadrinhos. Apesar da fórmula parecer batida a agilidade e reviravoltas no argumento de Mark Millar sempre conseguem me prender até o fim da trama. A sensação que fico é de querer saber mais detalhes daquele mundo e por mais um tempo saber quais serão as consequências dos atos de seus habitantes megalomaníacos.

Mas é fato, toda boa história precisa de um bom começo, um meio e um fim. E esta é uma excelente história.

Para Junho de 2021 é esperado o lançamento de Jupiter’s Legacy – Requiem que contará um pouco mais sobre esse mundo e seu legado. Jupiter’s Circle ainda é inédito no Brasil, mas os dois primeiros volumes de O Legado de Júpiter foram lançados originalmente em 2016 no Brasil pela Panini Comics.

Por Rodrigo Castro

Guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia. Também é leitor de gibi e jogador profissional de videogames no easy.

Uma resposta em “O Legado de Júpiter”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.