Categorias
Games

O beta de Destiny 2 para PC

O beta de Destiny 2 para PC

Finalmente pudemos colocar nossas mãos no beta de Destiny 2 para PC. Consegui também de forma inédita arrastar o Lucto e o Timbricius, sei que eles são viciados em beta mas foram bem resistentes para baixar 16 GB de um jogo que só existia para consoles.

Logo de cara precisamos falar do preço do jogo. Não importa a qualidade do jogo, um game para PC custando R$ 200 (ou algumas moedas de ouro do World of Warcraft) em sua versão mais básica é um tiro nos pés de quem usa a plataforma. Nos divertimos, xingamos o Lucto que toda hora ia em direção da luz. 

E agora você fica com a nossa análise do beta para PC.

Gráficos

Os 16 GB foram razoáveis, não é uma demo pesada e os gráficos são lindos como esperado. Sou originalmente um jogador de PS4, joguei muito na TV da sala enquanto minha filha de 11 meses tentava jogar também (mas de um jeito diferente).

Apesar de hoje utilizar um monitor menor do que minha TV fica clara a diferença de gráficos. E é essa a primeira impressão que se tem do jogo, detalhado e com belas paisagens. 

Não foi divulgado o tamanho final do download mas pode ter certeza que passará dos 100 GB facilmente com a quantidade de opções que o jogo normal. São Assaltos, Raides, áreas sociais, centenas de armas e armaduras sem contar as pseudo expansões do jogo.

Tive muitos relatos de pessoas não conseguindo jogar por falta de poder na placa de vídeo.

O beta de Destiny 2 para PC

Demo limitada

A fase introdutória não funciona bem como um tutorial. Timbricius e Lucto tiveram muitas dificuldades para saber o que as habilidades faziam e como configura-las na tela do personagem. Eles nunca jogaram o game, então complica o acesso para novos jogadores, principalmente no Assalto liberado que exige muitos saltos. Como titã não sofri muito, mas o Lucto ainda está tentando aprender como utilizar o “blink” no salto de seu arcano.

Não poder customizar o personagem também me pareceu uma decisão apenas para deixar a demo menos pesada. Uma pena pois criar o personagem é boa parte da diversão para muita gente.

O PvP está presente, mas a maioria não está jogando, tentamos algumas vezes e grupos de 4v4 não conseguiram se formar. Isso mostra que ainda o principal aspecto do jogo é o PvE. Pelo menos é o que mais atraí o público.

Detalhes de Destiny 2

Gameplay

Não vi diferenças para o gameplay da demo para consoles. A demo em si é limitada por diversos fatores, mas não o da jogabilidade em si.

A munição acaba constantemente e isso é irritante e complica a situação que era para ser contornada facilmente. As recargas simplesmente tem um drop rate muito baixo, contanto o jogo constantemente recarrega as munições que chegaram à zero.

Morri no boss de Pináculo Invertido por estar sem munição alguma para matar adds. Foi triste.

A grande novidade das classes seriam as nova habilidade que se parecem cópias delas mesmas. Senti falta da bolha do meu titã defensor, mas não foi nada absurdo. O personagem era praticamente o mesmo mas com menos opções configuráveis em sua árvore de habilidades.

Veredito do beta de Destiny 2 para PC

O beta de Destiny 2 para PC é limitado mas dá pra ver que o jogo é bem trabalhado. Graficamente é lindo mas a jogabilidade é repetitiva, com poucas varições se comparada ao primeiro.

Partidas no Crisol no beta de Destiny 2 para PC são um teste de paciência, já que o publico parece mais interessado mesmo é no aspecto PvE do games.

Dificilmente jogadores de console largaram a plataforma para jogar em um PC. Seja pelo preço, seja pelos controles, a comunidade já está definida nas plataformas da Sony e da Microsoft. A parceria com a Blizzard para utilização do Battle.net parece interessante, mas não sei se irá atrair o publico certo com preços tão elevados.

No final Destiny 2 não trás novidades e se torna mais um jogo de tiro cooperativo bonito. Mas cuidado, não acredite em tudo que você lê por aí.

https://www.youtube.com/watch?v=zg1Mc9EU9WQ&t=47s

Outro vídeo interessante é este abaixo do Battle (non)Sense que explica diversos detalhes técnicos do jogo.

Por Rodrigo Castro

Guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia. Também é leitor de gibi e jogador profissional de videogames no easy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.