Batman e o Multiverso Sombrio - Metal

Batman e o Multiverso Sombrio

Escrito por | Quadrinhos

Metal conta a história da relação entre Batman e o Multiverso Sombrio. É disso que se trata o evento Metal criado por Scott Snyder e desenhado por Greg Capullo, cheia de referências à Crises Infinitas e outros eventos da DC Comics.

Até o momento foram lançadas duas edições e principalmente o final da segunda edição parece ser algo assustador para os fãs de Batman e nunca esperariam ver algo desse tipo.

Ah, é bom avisar, os eventos contados aqui estão muito à frente da cronologia dos gibis da editora aqui no Brasil. Esses quadrinhos são recentes nos EUA então teremos uma chuva de spoilers.

 

Batman e o Multiverso Sombrio

Pouco se sabe sobre o Multiverso Sombrio. Kendra Sanders é quem dá a melhor explicação mostrando o famoso mapa introduzido por Grant Morrison em Multiversity. Aparentemente a realidade continua com essas 52 realidades, mas parece que existe o outro lado da moeda, onde as tragédias são inevitáveis. 

Kendra e os Blackhawks estão investigando um sinal e uma profecia que envolve Batman e o Multiverso Sombrio. Batman estava atrás de algo parecido faz pouco tempo.

Minha teoria é que os mundo condenados em diversas Crises Infinitas parecem se manter por um fio no Multiverso Sombrio junto de Barbatos, o deus morcego e/ou da escuridão. Eternamente presos aos momentos anteriores de sua completa destruição e esquecimento.

Por que Batman?

A profecia que os Blackhawks investigam falam que Wagon, ou Wayne, terá contato com os cinco metais divinos e se tornará um portal de entrada para Barbatos e sua escuridão entrarem naquele universo.

O metal electrum teria sido aplicado em Batman quando se perdeu no labirinto da Corte das Corujas. O metal dionesium foi aplicado quando o Coringa o matou… e para reviver usou uma máquina que o contaminou com o metal promethium.  O próprio Batman se expões ao metal nth, ao tentar vislumbrar a Escuridão. E agora, faltaria apenas mais um metal.

Vemos um Tornado Vermelho desesperado anunciando que Batman é o portal, e enquanto o robô enfrenta a Liga da Justiça para tentar destruir o Batman,  o morcegão dá no pé à francesa montado em um dinossauro, com uma lasca do metal nth roubado de Kendra na Ilha Blackhawk.

Ao analisar a amostra já na batcaverna algo estranho começa a acontecer na mansão, ao investigar surge o diário de Carter Hall, fonte de informação dos Blackhawk. Não menos estranho mas ao mesmo tempo surge Sandman, o senhor do Sonhar (Oi sumido!).

Sonho diz que não pode ajudar muito mas avisa que o pesadelo apenas começou.

A caça ao morcego

Batman é prioridade para a Liga da Justiça. Sinais de morcegos começam a surgir pelo mundo vistas do espaço. Metais e gritos clamando pela chegada de Barbatos no mundo todo. Visões do exército sombrio chegando tomam diversos místicos daquele universo.

Depois de ter enganado a Liga da Justiça inteira, finalmente o Batman é capturado pelo Superman, que começa um interrogatório. Batman acaba explicando tudo o que aconteceu… até ser empalado por Superman.

Não havia como se esconder de Superman por muito tempo, mas o Cara de Barro conseguiu enganar bem o kriptoniano se transformando em Batman e contando sua história.

Sandman ajudou Batman de alguma forma a encontrar a Tumba do Príncipe Khufu para tentar reverter a situação. Mas ele parece preocupado e avisa que se o exército sombrio conseguir acesso ao seu mundo, Batman deve procurá-lo no local do sol negro.

Lá ele é confrontado por Superman e Mulher Maravilha mais uma vez e lhes revela uma arma surpreendente: o Darkseid bebê. O plano dele consiste em usar os raios ômegas do bebê para retornar no tempo e impedir a tragédia anunciada.

Kendra – que parece trabalhar para Vandal Savage e outros imortais que tentam evitar que o mundo seja invadido pela escuridão – interrompe a conversa avisando que aquilo era uma armadilha. Ao contrário do que o Batman pensava, ele não estava na tumba do Príncipe Khufu, mas na tumba de… Hath Set! Uma armadilha dos seguidores de Barbatos, o deus sombrio e a Corte das Corujas.

Após ferirem o homem morcego com o quinto metal, o batmonium faz abrir o portal e traz Barbatos com seu exército de Bruce Waynes. Versões diabólicas de Batman e o Multiverso Sombrio.

São sete Batmen ao total, sem contar Barbatos que é o deus morcego com orelhinhas e tudo.

Todos são Bruce Wayne!!!!!!!! Pelo que sabemos Batman tomou os poderes o corpo e até a alma de alguns deles para concretizar seus planos. Cada um desses Bruce Waynes terão sua história de origem contadas individualmente. Além dos membros da Liga da Justiça temos um Batman sorridente também.

Como é o caso de Red Death, em uma referência direta ao conto de Edgar Allan Poe chamado The Masque of the Red Death. Neste caso Batman persegue Barry Allen afim de tomar a força da velocidade. No lugar de toma-la eles se mesclam em uma pessoa bem mais perturbada do que estamos acostumados.

Murder Machine (Batman Ciborgue) parece ter a mesma premissa e em sua capa parece até mostrar um Hal Jordan sem um braço. Nesse caso Bruce Wayne cria uma IA de Alfred (que foi brutalmente assassinado por seus inimigos) que acaba se multiplicando e assassinando quem está em seu caminho. Por fim ele sofre um upgrade de seu pai postiço.

Com certeza o Batman que conhecemos não morreu na abertura do portal. Como Sandman previu inclusive e marcou um ponto de encontro para que os dois se encontrem no multiverso sombrio.

Essa aventura de Batman e o Multiverso Sombrio está longe de acabar.

Última alteração: 2/10/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *