Categorias
Opinião

Spoiler Wars

Farofeiros e farofeiras,

Em uma rede social muito perto mais um episódio de uma saga cinematográfica é lançada e isso acaba trazendo uma perturbação na força. De um lado a luz que se escondia frivolamente de todos os SPOILERS que o lado sombrio da força enviava, isso criou guerra novamente e sem esperança um grito de socorre chega até um lugar bem escondido da galáxia, chamado Farofeiros.com.br

Só que não.

Confesso concordar com as pessoas revoltadas pelas redes sociais revoltadas com as outras pessoas nas redes sociais que querem espalhar pedaços cruciais de filmes, principalmente do último Star Wars. São imbecis sem nada melhor para fazer que querer estragar a alegria de outros. Se fosse qualquer outra franquia eu poderia chama-los de orc, mas nesse caso serão chamados de cocô de bantha mesmo.

Mas tenho outra confissão também, as pessoas que vão xingar pessoas por conta de spoilers ou pela simples possibilidades deles surgirem também estão erradas. Você discute política, roupas, comportamento e tudo mais na sua rede social favorita, como então reclamar de quem faz o mesmo? Você gosta do Maluf? Teu irmão não gosta do Maluf. Você foi para Jakku? Minha cunhada não gosta de Jakku. E você, sim você, que tira foto da comida ou da própria cara para aparecer em um lugar que foi, você não tira foto pela lembrança, você tira foto para que os outros possam ver. Então vá ler spoiler de seu filme favorito sim!

Como sempre o melhor remédio para esse tipo de insensatez é fazer o que Neo queria para todos os humanos: desplugar da internet. Fique um ou dois dias sem acessa-la ou restrinja o acesso a chats com pessoas que você se importa, não precisa ler a sua linha do tempo inteira todo dia, vai te fazer bem ficar longe disso. Logo, se sua vida dependesse menos de uma linha do tempo cheia de pessoas querendo te desagradar contando spoiler de seu filme favorito, meu querido farofeiro e minha querida farofeira, você está andando na parte errada da internet.

Pensamento do Dia:Eu tenho um mau pressentimento sobre isso.” – SOLO, Han.

Por Rodrigo Castro

Debochado, inconveniente, guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.