Categorias
Pensamento

É… então né… É Doença de Lyme

Bom amiguinhos deixe-me contar-lhes uma pequena anedota que não gostaria de contar sobre a Doença de Lyme…

Em algum momento do final do ano passado algum carrapato (que não lembro de onde peguei) passou pelo meu corpo deixando um infeliz pacote, uma bactéria que me deu uma série de complicações de saúde até agora… Desde erupções de pele à falta de apetite, dores terríveis no corpo todo, sangramentos nasais espontâneos, visão turva, falta de sono e nervos faciais inflamados! Ao chegar no Pronto Atendimento desta internação tive que passar sonda. 800 ml de xixi ficaram muito apegados e não queriam sair de mim. De qualquer jeito é a inflamação dos nervos que complicou a história!

A maioria de vocês deve saber que gosto de falar… muito… até demais… Com o nervo facial inflamado além de ficar com a boca torta tive complicações para engolir alimentos e nesta última internação no Hospital, aqui na capital paulista, a coisa fedeu. Ao engolir um medicamento que foi para o buraco errado acabei bronco-aspirando ele. Passei horrendos quatro dias com sonda alimentar através do nariz.

Graças à um milagre ontem acordei bem animado e confiante, tanto que convenci meu médico às 23hs a mandarem remover a sonda! E graças às energias positivas – ou seja lá como você chama essas coisas – hoje consegui ter uma vida “normal”. Mesmo falando como Darth Vader sem sintetizador de voz…

Aos mais curiosos vão as informações técnicas agora: o nome da doença que tenho é Doença de Lyme, que devido a mutações, no Brasil se chama Doença de Baggio-Yoshinari. A doença é tão rara, mas tão rara que, para você ter ideia, meu médico está em contato direto com o pesquisador da doença.

Por enquanto os resultados dos exames deram inconclusivos, afinal já fazem seis meses dessa história conturbada. Já falei que tinha tanta coisa isso que tenho que para a maioria dos meus amigos deve achar que é mentira.

Mesmo com esse tipo de resultado já foi iniciado o tratamento meio que “sem querer” via antibióticos, neste caso específico o mesmo que eu deveria usar para a bronco aspiração!!! Ou seja, já estou sendo tratado, mesmo sem o diagnóstico confirmando a Doença de Lyme.

Juro que se alguém mencionar House, eu mato!

E hoje eu tô sem minhas dores excruciantes, comendo bife batido no liquidificador, usando meu 3g extremamente lento só para explicar pra um monte de gente que adoro o que passei. A todos, meu muito obrigado mesmo!

E relaxem, até minha vó já avisou que vai me dar uns tapas. Mas não sei quando vou realmente melhorar.

Por Rodrigo Castro

Guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia. Também é leitor de gibi e jogador profissional de videogames no easy.

17 respostas em “É… então né… É Doença de Lyme”

Imagine que um dia você vai olhar para tras e rir disso ou você vai me bater por dito isso e vai rir.

De qualquer forma volte logo a ativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.