Categorias
Opinião

A Guerra dos Mundos de São Luís

Você conhece a Guerra dos Mundos de São Luís, no Maranhão?

Farofeiros, farofeires e farofeiras, na minha longa carreira de loroteiro internético tive diversas surpresas, mas nenhuma como a Guerra dos Mundos de São Luís. Conheço muito bem a obra original de A Guerra dos Mundos de H. G. Wells e confesso que sempre me imaginei fazendo algo do mesmo tipo por aqui… O máximo que fiz foi o Ligma e a Cepibola mesmo.

Mas recentemente fiquei feliz em saber que tiveram essa ideia mesmo antes de eu nascer. Em 1971 a Rádio Difusora de São Luiz, MA, colocou a cidade para acender velas e rezar pois os marcianos haviam chegado.

A produção envolveu roteiristas, técnicos e ampla equipe da rádio que reproduziu de maneira adaptada a história de Wells. Eram marcianos inteligentes com suas naves querendo dominar a Terra, a invasão não poderia ser televisionada obviamente, mas no rádio a história é outra.

Sempre que vejo essas histórias absurdas tomando proporções inexplicáveis graças à imaginação – ou má índole – tento me colocar na posição das pessoas ludibriadas. O que elas pensaram? Será que dá para traçar parâmetros com os tios e tias do Zap?

Espaçonaves em São Luís - Maranhão - www.farofeiros.com.br

No que o ser humano está realmente disposto à acreditar em prol da suas convicções? O quanto o absurdo é aceitável desde que este concretize uma conturbada visão do mundo? Esse tipo de validação é bem comum na raça humana no decorrer de sua história, mitos, super heróis e religiões são criados através desse mesmo dispositivo. As pessoas gostam de criar fantasias convenientes para se vingar da realidade, fugindo para um mundo de fantasia que nem precisa ter elfos e gnomos. O nome disso é transtorno do devaneio excessivo, e quantas pessoas conhecemos com tal distúrbio?

O resultado foi que o exército foi mobilizado e a rádio foi abrigada a pagar pelo voo fretado da tropa para conter a invasão alienígena. O detalhe interessante é que o roteiro, da época da Ditadura Militar, foi aprovado previamente pela Polícia Federal. Mas era óbvio que a culpa cairia sobre os civis.

Há um livro chamado Outubro de 1971 que gostaria muito de encontrar que possui até um CD com 120 minutos de gravação da invasão maranhense. O G1 fez uma reportagem sobre a história em 2011 e abaixo você confere o que foi disponibilizado no YouTube.

Pensamento do Dia

Nem toda semana tem lorota, às vezes a gente fala sobre a escrita ou sobre a imagem falsa.

Por Rodrigo Castro

Debochado, inconveniente, guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.