Mais uma encrenca de Pewdiepie

Mais uma encrenca de Pewdiepie

Escrito por | Artigos, Games

Mais um belo dia começou e mais uma encrenca de Pewdiepie surgiu. O maior youtuber do mundo é sabidamente gamer e vive postando gameplays de diversos jogos. Alguns bons, outros ruins, alguns patrocinados e outros não para seus mais de 50 milhões de assinantes de seu canal no YouTube.

Pewdiepie fala merda, bosta, cocô e fezes e todo o tipo de tranqueira que você pode imaginar.

Podemos ver exemplos como seus gameplays de Deadpool, alguns jogos grátis e de gosto duvidoso assim como a sua espetacular série de Pokemon Go sem o jogo além de suas coletâneas com os piores melhores momentos.

Mas ser bobo e até babaca não é o bastante, as vezes ele tem que deixar uma daquelas besteiras que não se fala escapar.

Qual foi a nova encrenca de Pewdiepie?

Enquanto estava em um livestream com um amigo em Player Unknown’s Battlegrounds e os dois estavam em uma situação periclitante. E isso em qualquer jogo significa palavrões. Em qualquer cultura, em qualquer jogo em qualquer país. Palavrões.

O problema mesmo é que no meio de tantos FUCK eu soltou um termo muito pejorativo e considerado racista no meio da confusão. Veja abaixo a gravação do stream de Pewdiepie falando a palavra com N.

Imediatamente ele pede desculpas mesmo ainda estasiado pela situação que passou no jogo. Não conheço o jogo e não sei o que o inimigo fez para deixa-lo nervoso.

Pewdiepie é culpado?

Meu bróder Timbricius me indagou se não foi nada demais de novo.

Minha resposta curta sobre esse assunto foi que estão realmente pegando no pé do cara. Não é por menos, ele é o maior youtuber do mundo… mas ele é um pessoa normal, pode escapar algo de mal gosto.

Pessoas fazem isso todos os dias com muito menos audiência no Facebook por exemplo, crucifica-lo por este erro não seria um exagero no julgamento? Não seria como dar prisão perpétua para quem pixa um muro?

A encrenca de Pewdiepie só existe por ele estar em evidência. O engraçado é que ele sempre foi assim, sempre foi boca aberta, sempre falou merda.

Conheci seu canal quando houve uma polêmica (mais uma) sobre ele estar matando porcos indiscriminadamente em Far Cry 3. Em 2014 ele lançou um vídeo onde ele atropela diversos indígenas em Far Cry 4 e ninguém falou nada.

Dos porcos falaram, dos índios não.

Viu? Em 2014 ele já era babaca!

A questão aqui não é se ele foi preconceituoso ou não, visivelmente não foi algo intencional. Ele errou, sim errou, mas pediu desculpas logo em seguida e, bem, ele sempre foi assim. O vídeo acima é de 2014 diabos!

As consequências

O desenvolvedor de Firewatch além de ter ficado putinho ainda efetuou o famoso (e temido) copyright strike no YouTube por conta da nova encrenca de Pewdiepie… será que ele vai devolver o dinheiro para quem comprou o jogo graças ao gameplay que o YouTuber fez de graça para ele?

Mas sempre que acontece algo com o Pewdiepie todo a comunidade do YouTube sofre. A partir do momento que os desenvolvedores escolherem quem pode e quem não pode fazer vídeo de seus jogos tudo ficará como um comercial da Polishop.

A graça do Pewdiepie é que ele é babaca, essa é a verdade e culpa-lo por algo agora é hipocrisia… ELE SEMPRE FALOU MERDA PORRA!

Pewdiepie já pediu desculpas, é claro que ele não tinha intenção. Diz que tem intenção de melhorar mas que realmente foi algo que saiu no calor do momento.

Bem, eu continuo curtindo (alguns) vídeos do Pewdiepie. Não será um palavrão no calor do momento que irá me fazer parar de gostar das porcarias que ele faz.

Última alteração: 12/9/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *