Exorcismo - John Constantine

Exorcismo

Escrito por | Pensamento

Não acredito em exorcismo

É sabido que os casos solicitando que um exorcismo seja executado tem aumentado no mundo todo. Isto segundo a própria Igreja Católica.

De 1614 à 1999 o método de excomungação de espíritos malignos do corpo de seres humanos sofreu apenas duas alterações. A última removeu de seu quadro algumas doenças físicas e psicológicas.

Inclusive um curso é ministrado pela igreja para ensinar a prática de exorcismo para os clérigos dispostos. Enfrentar o mal encarnado no corpo de outra pessoa deve ser assustador. Isso se o mal realmente puder encarnar e desencarnar de alguém.
Exorcismo - O Exorcista

O exorcismo é desculpa para muitos atos hediondos de membros da igreja além de proporcionar filmes de terror clássico. John Constantine que o diga, acho que ele ganhou uma boa grana ao trabalhar com casos que a igreja não teve competência para tratar ou resolver definitivamente.

Então me pergunto, alguém já sofreu exorcismo aqui? Alguém precisou chamar um padre?

Pelo pouco que conheço sobre o assunto sei que casos assim normalmente uma benzedeira ou um macumbeiro resolvem. Com alguns trocados e uns tapas de arruda ou baforadas de charuto se resolve o que o Vaticano classifica como expulsão de demônios de pessoas.

Você não sei mas existem momentos na minha vida que simplesmente até pagaria por uma possessão demoníaca. Ofendendo meu chefe (sim eu tenho um) ou cliente, terminando um relacionamento ou lidando com o telemarketing: até pagaria uma mensalidade para um demônio incorporar em mim e fazer o que quisesse. A grande vantagem da situação é que ainda poderia colocar a culpa no capeta!

Concluindo, como alguém como o Tinhoso pode ser considerado do mal com tantas vantagens dadas assim? Abaixo o exorcismo. Capeta vem em mim.

Pensamento do Dia

DEMÔNIOS DEVEM SER RELIGIOSOS. Devido ao exorcismo baseado nas práticas de cada religião.
– Kamil Ali, filósofo que não entendo.

Última alteração: 22 de Abril de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *