Categorias
Livros Quadrinhos

Como o mercado editorial trata blogs pequenos

O mercado editorial trata blogs pequenos de uma maneira bem bunda. Veja aqui minha experiência.

Estava outro dia no Twitter e surgiu uma arroba (arrombada) que não sigo mais. O segui por ser profissional da área editorial nacional e diversas outras pessoas que respeito o seguiam, diversas threads interessantes e informação. Porque não segui-lo, não é mesmo? Mas deu merda quando o indaguei como o mercado editorial trata blogs pequenos.

Não houve ofensas, não xinguei ninguém nem houve barraco. Mas fiquei puto com a resposta do cara. Não adiantaria eu tentar profissionalizar, fazer tudo bem bonito e de graça. Isso pois o cara quer um retorno igual ao do Omelete e do Jovem Nerd, e de graça.

Sou um ponto fora da curva (ou da reta?). Nunca consegui me adequar a padrões ou me alinhar de maneira que agrade qualquer um que possa querer anunciar qualquer coisa aqui. Tem o esquema de links afiliados que as vezes posto – mas vou mentir se disser que aquilo rende alguma coisa. Não rende.

Como o mercado editorial trata blogs pequenos - Blog Farofeiros

Dito isto posso afirmar com todas as letras que nunca fui procurado por uma editora de quadrinhos nacional para qualquer review de qualquer produto (teve uma editora de Portugual que queria propaganda de graça e que eu comprasse o gibi virtual deles). Os que fiz foram comprados com o meu dinheiro, com meu trabalho que não é este blog. Se elogio ou se reclamo é tudo minha opinião.

Não tenho motivo algum para agradar qualquer editora em especial. Nenhuma me mandou um obrigado ou um presentinho de final de ano.

Mas sim, querem que eu fale bem de seu produto, de graça, sem nem mandar uma cópia. E ainda querem que o rendimento em cliques e engajamento seja igual ao de portais gigantescos. Ah, e tenho que fazer isso sorrindo e feliz para todos verem que todos os envolvidos são legais e gente boa. É desse jeito que o mercado editorial trata blogs pequenos.

Quando uma editora pequena começar a tratar mídias pequenas com o devido respeito, sem exigências absurdas, talvez o engajamento melhore a marca de maneira mais eficiente. É claro que tem muita gente picareta, mas muita gente boa começa um projeto e some do radar pois é preciso ganhar dinheiro para comprar os gibis que a pessoa quer, duvido que sobre algo para comprar algo que não interessa (ou não conhece) apenas com o intuito de se fazer review.

Como o mercado editorial trata blogs pequenos - Blog Farofeiros

É a velha história, de graça todo mundo quer né? Ajudar um mercado de influenciadores, investir nele para que sua marca ganhe mais relevância deveria ser considerado um investimento, não um gasto.

Mas essa é só a minha opinião baseada na minha experiência, o que eu sei? Tudo isso vale pra games também, mas isso é outra história.

Por Rodrigo Castro

Guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia. Também é leitor de gibi e jogador profissional de videogames no easy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.