Categorias
Quadrinhos

“Bons gráficos de vendas virou a força motriz da Marvel-Mickey”

iron-man-128-demon-in-a-bottle

Bons gráficos de vendas virou a força motriz da Marvel-Mickey“, é o que todo fã da Marvel comics não quer ouvir.

O escritor Bob Layton (de Homem de Ferro) estaria bem descontente com a Casa das Encrencas Idéias e resolveu jogar a merda toda no teto do banheiro da sua casa.

Esta última minissérie do Homem de Ferro não é nem um pouco parecida com o que eu e David Michelinie pretendíamos. Putz, tivemos duas equipes editoriais e levou mais de um ano para fazer estas quatro míseras edições chegarem à porcaria que são. A história foi aprovada e editada por um comitê sem rosto, aí passou pelo departamento de vendas para ser aprovada. Departamento de vendas? Sério?

A merda foi jogada no ventilador com gosto.

Sempre tive a impressão de que a atual leva de quadrinhos cancelados e outros “reformados” deveria ser uma ação contra o marketing. Aparentemente a DC Comics conseguiu com o reboot e lançamento dos 52 gibis novos e cronologia alterada. Ouvir o “Bons gráficos de vendas virou a força motriz da Marvel-Mickey” fica menos difícil pensando assim.

Já se esse papo de o Departamento de Vendas colocar a mão em roteiro. É bem estranho e, se confirmado, mostra que para os fãs da Marvel que a Disney mexeu e irá mexer muito mais em nossos heróis… O problema é que nós que sofremos aqui no Brasil com má distribuição teremos que sofrer mais ainda com histórias capengas!

Mas mesmo assim é complicado, afinal o que move o mercado de quadrinhos é o lucro, a venda. Se não vende bem algo não está certo.

Tem gente que prefere vender problema.

Por Rodrigo Castro

Debochado e inconveniente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.