Categorias
Filmes Notícias

Batman agora tem um diretor (e é o mesmo que tinha pulado fora)

O fim de mais uma capítulo da novela “Quem vai dirigir o novo filme do Batman”

Batman virou uma novela e não faz muito tempo falei da busca por um novo diretor, fiquei receoso de postar pois sabia que a resolução para quem iria dirigir o filme sairia logo. O que não pensei que se desdobraria dessa forma, mas sim, chegamos ao final deste capítulo que se iniciou com a saída de Ben Affleck, o Batman em pessoa, da direção.

Depois do anúncio da negociação e da interrupção abrupta da mesma o diretor Matt Reeves é o homem para o cargo e, pasmem, ainda abocanhou uma parte da produção do filme.

Nada da negociação foi divulgado mas Matt Reeves, que não é bobo nem nada, deve ter visto que o universo desenvolvido em torno da criação de Zack Snyder é fraco no desenvolvimento de personagens. Todos que foram mostrados até hoje são vazios e não obtiveram o resultado que os fãs esperavam, tanto que a breve aparição de Batman no filme foi o que definiu o destino do universo em expansão nos cinemas.

Quem é Matt Reeves

Matt Reeves não tem um currículo extenso, além dos dois últimos filmes da franquia Planeta dos Macacos (A Guerra que estréia dia 14 de Julho de 2017 e O Confronto de 2014), o terrível Deixe-me Entrar e o surpreendente Cloverfield com a produção de J.J. Abrams. Perto de outros nomes, até mesmo o do próprio Affleck, o diretor é quase um inexperiente e mesmo assim conseguiu pressionar a Warner de alguma forma para conseguir o que queria.

Apesar do roteiro não estar em suas mãos fico feliz que Zack Snyder e sua sombra estejam apenas no passado permitindo uma nova abordagem ao herói que tanto amamos e tem sofrido nos últimos anos. Não dá para saber ainda se foi uma boa escolha ou não, mas provavelmente é a melhor que tinham para o momento, afinal diretores gostam de largar seus projetos no DCEU (pobre Flash). O Batman gostou da escolha.

E a Liga da Justiça?

Antes do filme solo Batman irá aparecer Liga da Justiça colocando-o no centro do DCEU devido a sua real importância para a história deste universo. Na minha opinião transformar Bruce Wayne em um Tony Stark recrutando heróis foi um erro. Sempre que vi um reboot da Liga da Justiça nos quadrinhos eles se juntam perante uma adversidade. O melhor exemplo que tenho é a Liga da Justiça dos Novos 52 que, apesar de um ou outro ter se conhecido anteriormente, nunca atuaram juntos e na hora que surge Darkseid a grandeza do seu trabalho em equipe salva o mundo.

Espero que os novos poderes de Geoff Johns nos salve de todo Snyder, amem.

Por Rodrigo Castro

Debochado e inconveniente.

Pai. Marido. Videogameiro. Gibizeiro. Colecionador. Desenha, pinta o sete, escreve e bebe as vezes.

2 respostas em “Batman agora tem um diretor (e é o mesmo que tinha pulado fora)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.