A lambida da discórdia na CCXP

Escrito por | Pensamento


Farofeiros e farofeiras,

Não fui à CCXP, o maior evento nerd da América Latrina, não que seja grande coisa, mas é. Não iria nem se fosse convidado. Tudo o que sei foi o que o Rockerz escreveu e o que rolou em redes sociais e sites de notícia. Não iria comprar bonequinhos. Não iria me fantasiar. Não consigo pensar em algo que me faria ir a tal evento. Provavelmente eu nunca serei convidado para uma encrenca dessas.

Sabe quem também não deveria ser convidado? Gente que tem no currículo de “reportagens” gerar o ridículo e a vergonha de entrevistados, que para divertir a platéia faz piada de humor duvidoso de graça, sem autorização, que joga merda nos outros ou sai assustando pessoas distraídas em pontos de ônibus. Se coloque no lugar da organização do evento, pense comigo, você daria convites para o programa da Ana Maria Braga? Seria estranho, mas qual mal tem? E o da Fátima Bernardes? Ela que vai passar vergonha mesmo. E o Pânico? Claro, eles vão fazer alguma merda com o público e será engraçado.

Rir da tragédia alheia é comum, mas depois que um programa atua desrespeitosamente com um público específico a coisa pode e deve desandar. O caso da cosplayer Myo Tsubasa despertou um verdadeiro ódio em mim, não sou uma pessoa muito sociável, mas ver aquilo me deu náuseas. Para quem não sabe a cosplayer foi “entrevistada” por um dupla que além de perguntas imbecis esfregaram a pele da garota e depois a lamberam… ela estava fantasiada de um personagem infantil. Causou revolta durante o evento, a cosplayer fez um textão de Facebook, virou notícia. Aí todos foram contra e só depois a organização da CCXP veio à publico com a nota de repúdio. Em minha concepção legal espero mesmo que a Myo Tsubasa tenha retirado o texto de seu perfil pessoal afim de deixar a discussão por conta do judiciário.

Piadas de mal gosto com o desconhecido é algo que repudio constantemente em meus textos aqui no Farofeiros, mas uso outro nome normalmente: PRECONCEITO.

Fazer com que um programa não vá mais ao evento não basta, gente imbecil não deveria ter sido convidada e pronto, cabe culpa aos entrevistadores sim, mas a organização tem sua culpa e precisa proteger seu público, seja de ladrões, seja de aproveitadores, seja de abusos como os transmitidos pelo programa.

Pensamento do Dia:E aí, vai anunciar seu produto com qual programa preconceituoso dessa vez marqueteiro de merda?

Veja mais...


Última alteração: 15 de novembro de 2016

2 Responses to :
A lambida da discórdia na CCXP

  1. Lucto disse:

    Cara isso me revoltou, simplesmente o sentimento veio não pude fazer nada. Mas dai você fala, cara não teve nada demais eu vi o programa e não foi o fim do mundo. Nessa parte que eu chamo você de idiota por só enxergar o que está a sua frente e por não perceber que você só não da importância porque não era a sua pessoa em seu momento de lazer. Imagine você de boa aproveitando algo que raramente tem a oportunidade de fazer e do nada aparece um pessoal que acha que pode estragar seu dia simplesmente porque tem uma câmera e um programa de televisão. Esses sim são uns babacas e quer saber mais eles não estão errados, claro que não, qualquer um que viu o programa sabe que o que eles fazem. E eles só fizeram o que eles fazem, o que você queria?
    Nessa hora eu me pergunto se eu tivesse contatos e dinheiro para fazer um evento desses será que eu convidaria o pessoal de um programa que vai avacalhar o meu publico que me dá dinheiro? Publico esse que já é motivo de toda piada de mau gosto em um país que não aceita nada muito diferente de futebol como lazer, e que qualquer um que já viu esses programas de tv que a vó e a tia assistem sabe que eles tratam quem faz cosplay como se tivessem problemas mentais. Bem se eu fosse um organizador que fizesse isso eu não faria nota de repudio e sim de desculpas.

    1. Rockerz disse:

      Carai Lucto, disse tudo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.