Categorias
Pensamento

Som de comida

Farofeiros e farofeiras, existem alguns seres humanos que se dizem cientes e inteligentes. Estes me causam maior ojeriza do que assistir um animal que se alimenta de lixo se deleitar em algo podre.

Como pode um ser ciente e dito inteligente tentar digerir alimentos de forma animalescamente absurda e mostrando sua refeição para todos? Sim, o visual é repugnante mas o som é tão ou  mais tenebroso. Existem sons piores mas o som de alguém comento uma fatia de pão com manteiga de boca aberta é assustador. Este tipo de ser deve ser advertidamente evitado quando o mesmo sugere ingerir qualquer coisa com molhos. Tal ser evoluído no lado errado da escada evolutiva não sabe do show de horrores que começa a ocorrer ao passo que sua mão tenta alcançar o alimento e levar tal produto até seu triturador de alimentos exposto em sua face gutural.

Em algum momento na evolução humana comer algo de boca aberta foi classificado como algo bonito ou nobre? Se foi eu sinto muito em dizer que odeio cada vez mais esses tipos de seres, evoluíram da ameba por milhões de anos para que nós víssemos que a pessoa não sabe mastigar um pedaço de carne? Acredito que sou preconceituoso quando o assunto é comer de boca aberta. 

Animalman - Blog Farofeiros

Me lembrei do dia que vi uma pessoa no shopping uma pessoa supostamente humana comendo uma rosquinha coberta por algo cor de rosa e confeitos coloridos, no interior da rosquinha havia um creme de chocolate. Não comi tal rosquinha, tive todas essas informações ao olhar o sujeito dar apenas uma mordida em seu alimento. Em minha humilde opinião a imagem infernal arremetia a algo saindo de um ânus e isto estava na boca da pessoa. A pessoa estava comendo aquilo.

Você não pode ver minha face agora mas fique sabendo que é realmente algo aterrador e que marcaria a sua vida pelo resto de tempo que lhe sobra. Infelizmente não foi a última vez que me assustei com um humano ruminando ao vivo enquanto comia. Degustando um belo filé ao molho madeira tive que praticamente me proteger atrás dos utensílios sobre a mesa para me proteger dos restos e da visão aterradora. Mas convivo com o som da comida constante e impiedoso em minha memória.

O som de carne tentando ser digerida mas pulando para fora da boca junto com o molho, o som da destruição de um prato que gosto tanto. O mundo acaba toda vez que me recordo do som.

Pensamento do Dia

Homem Aranha - Pensamento - Blog Farofeiros

Se o Homem Aranha perguntou eu quero respostas. Nós queremos. O mundo precisa de respostas.

Por Rodrigo Castro

Guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia. Também é leitor de gibi e jogador profissional de videogames no easy.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.