Categorias
Séries

Pacificador colocou o nerdola pra chorar

Sem birra, o Pacificador colocou o nerdola pra chorar. Hehehe.

A primeira temporada da série Pacificador da HBOMax foi uma bem vinda zoeira ao conservadorismo e ao estilo americano de ser: tóxico, preconceituoso e egocêntrico. A série é, certamente, uma dos pontos altos da carreira de James Gunn que pode andar sem amarras. Sem medo da classificação etária o diretor e roteirista da série entregou diversão, violência e lágrimas de muita gente dodói. Sim, o Pacificador colocou o nerdola pra chorar.

Não há nada dos quadrinhos na série, aliás, o Pacificador é mais um personagem mequetrefe da DC Comics que nunca teve relevância nem nos quadrinhos da Charlton Comics em 1966. Sempre foi esquisito com aquele balde na cabeça e seu discurso autoritário, nunca foi abordado como na série – que se vê como uma das melhores maneiras de mostrá-lo.

Depois de uma interessante leva de choro de adeptos da broderagem ficou claro que a série atingiu seu objetivo e pudemos colher as lágrimas de gente não entendeu a “crítica social da lacrolândia“.

Pacificador - Vigilante - Harcourt - HBOMax - Cueca Branca - Capa - www.farofeiros.com.br

Paz há qualquer preço. Bandido bom é bandido morto. Mato brancos também. Todas essas frases demonstram a falta de tato e dissociação do indivíduo com o mundo real. Seja por pura maldade, seja por ignorância, o que vemos em Pacificador é um retrato pouco exagerado da verdade, mas nem tanto assim.

Métodos violentos de combate à violência são usadas em nome da propagação da suposta paz do cidadão de bem (desde que ele seja um homem branco). Pacificador e Vigilante são assassinos idiotas sem nenhum amor pelo próximo.

O personagem principal é uma figura cômica altamente questionável: não são pequenos defeitos, há racismo e homofobia de sobra. Sua insegurança sexual se assemelha às das pessoas que tem medo de lavar a bunda e se tornar gay. Talvez sua criação supremacista branca, um ser humano horrível, não tenha ajudado.

A história continua os acontecimentos de O Esquadrão Suicida, um Pacificador sem guerra é convocado para um novo serviço. Obviamente uma equipe é formada para lhe garantir o sucesso deste patriota muito louco, com muito sangue.

O Pacificador é uma piada!

James Gunn, que também escreveu e dirigiu Guardiões da Galáxia 1 e 2, além de O Esquadrão Suicida (2?) tem sido ovacionado pela série. Não sei quantificar o quanto de liberdade criativa Gunn recebeu em O Esquadrão Suicida, mas confesso que a série do Pacificador é muito melhor. E não é apenas pelas críticas ao nerdola, tudo na série parece melhor, talvez a escala do projeto seja a ideal para o estilo do diretor – sem planetas conscientes ou estrelas do mar alienígenas.

Outro fator que contribuiu para o sucesso da história é certamente que o Pacificador é uma negação nos quadrinhos. Logo o material de origem traria poucos fanboys reclamando das variações de baldes na cabeça do personagem que nunca apareceram nos gibis de quando eram crianças.

Ver John Cena, que vivia sem camisa brigando de mentirinha com outros caras musculosos, tocando piano e ficando constrangido quando confrontado por seus preconceitos é a maior parte da diversão. E a segunda temporada com certeza trará muito mais disso.

Para meu deleite houve bolsonarista que pintou seu capitão de Pacificador em um claro sinal de que a pessoa claramente não entendeu que a piada naquela série era ele mesmo. E, caso te surpreenda, é isso que a série faz: coloca essas pessoas que se informam em fontes extremamente duvidosas sem confirmar as informações, mas acreditando nelas de maneira exaltada. Mostra o quanto o tradicionalismo é algo baseado em mentiras para favorecer aqueles que querem se perpetuar no poder. Meu deus, até a abertura da série ridiculariza os caras.

Não acredito que James Gunn tenha feito tudo isso intencionalmente, mas a cultura que abraço o nerdola engloba muito mais do que só racismo, homofobia, misoginia entre tantos outros preconceitos e teorias da conspiração. Mostrar bandidos racistas e um marombado chorando precisando de uma arma grande para compensar algo não diz nada à esse povo o que dirá?

Se o Pacificador colocou o nerdola pra chorar nesta primeira temporada, imagine o que acontecerá na segunda? Manda mais que tá pouco!

Por Rodrigo Castro

Debochado, inconveniente, guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.