Categorias
Opinião

O primeiro, de novo

Farofeiros e farofeiras,

Estou quase certo de que esta época do ano é quase certo de que a maioria de vocês esteja quase certo em ser farofeiro ou farofeira. Praia, luz, sol, calor, muvuca, moroçoca, areia dentro do sapato, fila para comprar pães, hotel lotado, pneu furado. Que delícia essa época! 

Sem falar que você pode desviar de tudo isso, mas não pode desviar do transito do povo voltando alucinado pela estrada pois irá voltar ao trabalho hoje. Quer dizer, é só um exemplo, eles podem voltar a trabalhar só depois do carnaval também que é, em resumo, um final de ano prolongado. Afinal todos fazem exatamente a mesma coisa, vão à praia pegar sol, areia nos olhos, internet ruim, fotos de gente de biquíni e sempre sorrindo como se vivesse em uma eterna piada de um stand up suspeito.

Não tenho muito o que dizer hoje, primeiro que estou com preguiça e, como a maioria de vocês, estou na praia. Já que não tenho muito o que dizer e ninguém para falar qual mensagem devo passar?

Existe um pensamento em mim que gosta de acreditar que existam pessoas que gostem de arrancar as próprias unhas e o pensamento fica mais interessante ainda quando imagino que essas pessoas são pessoas que não gosto. É bom imaginar alguém que você não gosta sofrendo e feliz! Ah, e por unhas arrancadas entenda que não sou sádico, posso trocar isso por algo como “a fatura do cartão de crédito do mês de janeiro”. Mais um ano para se falar merda, mais um ano para se fazer merda, mais um ano para se ouvir merda e, sem duvida alguma, mais um ano para se ler merda aqui conosco. Fique ligado para mais um pensamento feliz e sem sentido e com uma ressaca razoável na semana que vem.

Pensamento do Dia:Não tem pra ninguém, a Globo 90 é nota 100!

Por Rodrigo Castro

Debochado, inconveniente, guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.