Categorias
Opinião

Gente que desaponta gente

gente-jpg

Farofeiros e farofeiras,

Lhes indago sobre um fato pouco inédito na história universal desta primata humanidade, devido a todo a um decorrer de fatos factuais de importância cimeira e assaz confusa: de onde seus iguais arrumam tempo para prometer-lhes mundos sem fundos, até que você acredite e, por fim, chutar sua nádega de maneira fortemente egoísta provando que nunca realmente se importou com o próximo, apenas com si mesmo. Sei que, apesar de triste, é real dizer que você beija e fala que ama as pessoas que mais te magoam.

Sim, pois você, sim você querido macaco despelado, beija e diz que ama aquela pessoa que você traí, não necessariamente no âmbito conjugal e a chuta com o pretexto de que não aguentou a situação, qualquer que seja ela, mas não era algo escondido, era mais um fato que simplesmente a pessoa decidiu não calcular.

Mas a grandiosa grandiosidade da grandeza do ego inflado é quando um ser decide que, para o bem do universo, vocês devem se separar, sendo que quem é beneficiado mesmo neste factoide é o proponente apenas.

Estou focando muito em casais, mas isso acontece também com aquele filho da puta mal parido que você pagou cervejas e ainda ia busca-lo em casa, pois era seu amigo. Ou nunca o foi? É tudo a mesma coisa na realidade, você só faz menos sexo com a outra parte.

Um bom adeus é nunca ter acreditado em seres de tamanha mesquinhes, mas eles já se acasalaram e deram cria. O que é de algum conforto é a sina de que um dia alguém vai agradecer o egocêntrico que te lhe importunou ocupando seu tempo.

Pensamento do Dia:Vamos começar mais um projeto que não vamos fazer!” – rolando muita diversão nessa reunião.

Por Rodrigo Castro

Debochado, inconveniente, guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.