Categorias
Opinião

A doença da saúde

saude

Farofeiros e farofeiras,

Se a ferida fosse para ser cicatrizada rapidamente os remédios não custariam tão caros, é importante para a indústria farmacêutica que você tome muitos remédios por muito tempo, mas é importante também que você não morra. É importante também que você tenha força o suficiente para trabalhar e conseguir de alguma forma o dinheiro para pagar pelos remédios, a saúde é cara e se você quer algo de graça provavelmente pegará uma fila interminável com a possibilidade de não ser atendido a tempo. Logo se você quer viver, você deve pagar o que pedem.

O pensamento não é novo e tão pouco é apenas uma teoria, afinal, você come mal, fica mais doente, toma mais remédios e todas as industrias ficam felizes pois você se esforça mesmo para dar seu dinheiro para eles por algo que você poderia ter grátis ou, na melhor das hipóteses, nem precisaria se mantivesse uma rotina mais saudável do que comer hambúrgueres gourmet com queijos que você nem sabe pronunciar o nome.

Tenho plena certeza que donos de hospitais são as melhores pessoas do mundo, afinal gastam uma fortuna para construir centros de diagnóstico e tratamento para milhares de pessoas por ano, desde que essa pessoa tenha dinheiro para pagar. E não me venha com o pensamento de que o seu plano de saúde cobre tudo, meu amigo, o seu plano de saúde não cobre nada e está sorrindo que você teve uma apendicite mas pagou o preço de duas cirurgias no coração e uma no cérebro. Ou quem sabe uma operação de troca de sexo.

Mesmo rezando para todos os santos para que a medicina consiga dar um jeito de dar cérebro para quem tem falta de neurônios confesso que dou risada desse sistema de saúde que temos, tudo no capitalismo é absurdo, vil e, obviamente, movido pelo dinheiro e cobiça. E você ainda é obrigado a ouvir coisas do tipo “você precisa ir para outra cidade para ser atendido”, “aqui não existem médicos bons nessa especialidade” e o absurdo geral que é “não temos médicos”. Não tem médicos pois não estão pagando o que querem, não vou entrar no mérito de ser justo ou não tal reivindicação, só gostaria de saber o que o doente tem com a cobrança salarial de determinada classe.

Pois é, agora lhe pergunto, em quem você votou na última eleição? O seu deputado está preocupado com a sua saúde ou com o salário dele? Estou falando, temos é que acabar com o capitalismo, não com a democracia.

Pensamento do Dia:Saiba quando correr!” – aí está uma boa dica que nunca sigo.

Por Rodrigo Castro

Debochado, inconveniente, guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.