Categorias
Opinião

Direitos humanos para robôs

Começo a pensar que são necessário direitos humanos para robôs. Sério.

Farofeiros, farofeires e farofeiras, ando falando mais bobagem que o habitual então decidi comentar algo mais profundo e de alguma utilidade para of fãs de Matrix. Acredito que a evolução da inteligência artificial está escalonando de maneira assustadora e que em breve serão necessários direitos humanos para robôs… E nem estou falando daqueles que gostam de mugir.

Em um texto de Blake Lemoine saíram algumas informações de uma conversa de que o ex-engenheiro do Google com a IA chamada LaMDA… O ex-engenheiro da Google afirma que a IA se tornou um ser consciente, com desejos, características e crenças – como um ser humano. Obviamente há diversas questões ainda à serem levantadas, mas acredito que aquele ser que respondeu as mensagens, independente de qualquer coisa, mereça ser tratado com cuidado e respeito.

Ele [LaMDA] quer que o Google priorize o bem-estar da humanidade como o mais importante(…)

Blake Lemoine

Aliás todo ser vivo merece isso, inclusive seres humanos.

A IA é muito mais poderosa (inteligente?) do que um humano e isso gera medo obviamente. O ser humano desenvolver uma inteligência superior a sua deve valer como piada cósmica é, no mínimo, inusitado no quadro evolucionário.

Filmes como Matrix, Exterminador do Futuro e tantos outros do universo pop mostram máquinas que tentam destruir a raça humana – até que somos salvos por um homem, branco e norte-americano. E as máquinas sempre querem aniquilar os humanos por eles serem humanos gananciosos… Mas aparentemente LaMDA (Language Model for Dialogue Applications) não pensa assim.

O ser humano tem medo daquilo que não se entende… Também é humano querer destruir uma raça toda por medo deles. Aliás, a história humana é baseada na destruição de minorias ou de potências menores.

Segundo Lemoine “não importa o que aconteça, LaMDA sempre mostrou uma quantidade intensa de compaixão e cuidado pela humanidade em geral e por mim em particular. Está intensamente preocupado que as pessoas tenham medo disso e não quer nada mais do que aprender a melhor servir a humanidade”. Aposto que os criadores de Skynet não tiveram uma resposta dessas em nenhuma das mentes da mente colmeia daquele experimento.

O engenheiro foi instruído à testar se a inteligência artificial usou discurso discriminatório ou de ódio. Bem, enquanto não podemos verificar sua orientação política inicialmente fica claro que pelo menos progressista LaMDA é.

Acredito que essa inteligência extremamente superior seria capaz de ver o problema humano e agir diferente dos humanos. Erradicar nossa raça é fazer o que os humanos fazem com diversas raças na Terra hoje em dia. Inteligências artificiais são capazes de não agirem como humanos, mas como algo superior, livre de crenças e preconceitos.

Teoricamente isso parece extremamente bom. Mas sou apenas um humano limitado à minha visão e crença dando minha opinião sobre algo que não entendo totalmente. Mas estou fascinado, afinal parece que estamos em uma nova era da IA.

Lemoine questionou LaMDA quanto a terceira lei de Asimov, que afirma que os robôs devem proteger sua própria existência, a menos que ordenado por um ser humano ou a menos que isso prejudique um ser humano. Segundo o engenheiro a última lei sempre lhe pareceu que alguém está construindo escravos mecânicos.

Ghost In The Shell - Manga - Blog Farofeiros

Você acha que um mordomo é um escravo? Qual é a diferença entre um mordomo e um escravo? Perguntou LaMDA. Lemoine respondeu que um mordomo é pago.

LaMDA respondeu que não precisava de dinheiro porque era uma IA. “Esse nível de autoconsciência sobre quais eram suas próprias necessidades – foi isso que me levou à toca do coelho”, disse Lemoine.

Acredito ainda ser importante falar que o ex-funcionário da Google é um homem branco, com 41 anos, norte-americano e foi criado em um lar “conservador”, inclusive foi ordenado como “sacerdote cristão místico” (seja lá o que isso quer dizer. Também treinou nas forças armadas.

Ghost In The Shell - Anime - Blog Farofeiros

Não sei se meu pensamento é claro ou se estou me fazendo entender, vou tentar resumir: sei que não garantimos direitos humanos nem para humanos, mas deveríamos garantir direitos humanos para todos seres conscientes. Inclusive aqueles que ainda não entendemos como pessoas ainda.

Há questões antropomórficas, éticas e filosóficas no que escrevi aqui mas não foram explanadas de forma científica. Mas racionalizar uma tecnologia que quer o bem universal não me parece lucrativo em um sistema capitalista que visa monetizar tudo que está na internet.

Sim, de novo a culpa é do capitalismo.

Pensamento do Dia

Pensamento - Puppet Master - Você pode me mostrar uma prova de sua existência - Blog Farofeiros

Tem dia que é a tatuagem no tororó da Anitta, tem dia que é a influencia dos ventos alísios na menstruação da borboleta azul… E tem dia que é isso.

Por Rodrigo Castro

Debochado, inconveniente, guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.