Categorias
Pensamento

Aquele cheiro ruim

cheiro

Farofeiros e farofeiras,

Não vou falar daquele cheiro que vou sente quando passa por algum córrego que cruza pela rua, nem do jeito de merda que você pisou e limpará ou não de seu sapato ao chegar a seu destino, nem falo do cheiro que você sente ao entrar em um coletivo após às 17 horas próximo à alguma obra ou construção. Falarei, se já não falei, daquele cheiro encarnado e permanente.

O cheio encarnado e permanente é aquele cheiro ruim que antes mesmo de você ver que a pessoa chegou você sente pelo seu rastro de mau cheiro que ele esteve por aí ou está para chegar. Alguns chamam de aura, outros de energia negativa, eu falo que isso é simplesmente às más intenções do individuo saindo pelos seus poros, o que é cientificamente comprovado, afinal sob estresse qualquer ser produz mais diversos hormônios fedidos, seja por medo, seja por excesso de coragem.

Há pessoas com aquele cheiro ruim só que bom, mas são minoria, afinal, todos querem mesmo é feder perto de você para te afastar de onde você está, ou então deixar sua marca de cheiro ruim em você e os outros se afastarem de você. É o tipo de coisa que se eu explicar muito mais alguns pensaram que falo de macumba, mas na verdade, e digo apenas a verdade, é que é uma coisa comum mas pouco propagada devido aos problemas nasais atuais de diversas grandes capitais onde a poluição corroê a narina dos seres humanos que são a única espécie burra o suficiente para tentar viver em um lugar desses.

Banho diminui, perfume disfarça, perfume importado engana bem, mas nada pode tirar esse cheiro da pessoa, não é como um pensamento que você pode esquecer ou se distrair, é algo mais persistente.

Muitas vezes o cheiro de coisa é tão intenso que quem está por perto, do lado, ou até no meio das pernas da pessoa, não sente. Assim a presa fica facilmente à deriva, pronta para se casar com uma pessoa(?) errada, assumir uma responsabilidade que não deveria, dar dinheiro na mão de um fraudador. Afinal de contas se peido fosse bom ele teria cheiro de rosas, não de merda.

Você deve se lembrar da expressão “isso não cheira bem”, usado quando você vai em um restaurante caro e vem um prato cheirando como se tivesse saído do anus do cozinheiro, mas usado também em situações onde o mocinho é ingenuamente encaminhado à uma emboscada pelos vilões mafiosos. Alias fica aqui meu abraço e carinho fraterno por todos os vilões mafiosos fedidos, são todas pessoas muito boas e de índole pouco duvidável, quando eles ameaçam, eles cumprem.

Pensamento do Dia: “Ele está de olho é na botique dela” Poesia coloquial moderna nacional.

Por Rodrigo Castro

Guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia. Também é leitor de gibi e jogador profissional de videogames no easy.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.