Saia justa ou a falta dela, DC Comics?

Escrito por | Artigos


Meu rage post de hoje custou algumas horas e tweets com o Timbricius… tudo para resolver se eu aprovava ou não algo que está incomodando alguns gringos com relação a sexualidade nas páginas dos gibis de super heróis.

No Blog@Newsarama são apontadas duas ocorrências mais, hm, pesadas… Na primeira acontece algo que todos já imaginaram que acontecia, e não estou falando de sonhos eróticos com seu super herói favorito! A Mulher Gato simplesmente monta e sai tirando algumas peças de roupa do Batman na página final de Catwoman #1, lançado essa semana dentro do “evento” de renovação de 52 títulos da DC Comics. Anuncia também o quem pela frente, a manhã seguinte. Nunca nos mostraram tal cena, mas todos imaginávamos que o Batman pegava a Mulher Gato não? Ou pelo menos já havia pego…

sj-redhood-1

Na segunda imagem a coisa é bem pior, saindo das páginas de Redhood and The Outlaws #1. Nesse gibi é focado em Redhood (a.k.a. Jason Todd, o Robin que o Coringa matou), StarfireEstelar no Brasil né?) e Arsenal (Arqueiro Vermelho?) e, logo vemos um pouco de choque cultural alienígena de Starfire. Ela se oferece para Arsenal que se assusta com a situação, afinal ele achava que eram um casal e que… bem, você sabe né, eram fiéis. O “bom” é que ela deixa bem claro que amor é diferente de fidelidade, isso é outra coisa.

Não sei o real motivo desse tipo de exposição mas entendo que, como o título é focado nos três personagens, o triângulo uma hora irá dar em alguma merda… só para contar outras histórias. Como disse… EU entendo isso… se concordo ou não é outra coisa, o que quero questionar é a Starfire é uma personagem infantil, do desenho animado Novos Titans do Cartoon Network, no gibi que seu filho lê mostrando esse mais… liberal.

Também não vou mostrar minha cara de falso puritano, não faço assim, mas acho perturbador em um gibi com três super heróis deixarem a ação de lado para uma trepadinha casual enquanto o namorado dela está fazendo outras coisas. Como disse, é um gibi de super heróis, não um de pegação da Malhação!

Isso me aborrece pois dá licença ao que criticam gibis falarem mais merdas ainda do que gostamos!

Para não falarem que só falo da DC Comics lhes trago exemplo de Emma Frost… o que posso falar? É a Rainha Branca

Bonus Track: Com você a mulher de pedra mais sexy que você já viu!

sj-coisa-pinup


Última alteração: 26 de outubro de 2016

11 Responses to :
Saia justa ou a falta dela, DC Comics?

  1. Timbricius disse:

    Também acho que não deve… mas isso é função dos pais, não dos editores, escritores e desenhistas.

  2. Timbricius disse:

    Até onde eu sei, gibis da DC, Marvel e heróis em geral, tem a faixa etária recomendada em 12+. Desenhos para a TV, como foi feito propositalmente a Turma Titã é que é livre. Não esqueçam que, fora aquilo que só incomoda as mentes moralistas e conservadoras (SEXO!), a violência é a solução para 99% dos casos, e está presente em 100% destes.
    Acho bem válido, hoje em dia se discutir sexo com uma criança de 12 anos. Sem levar pros exageros e bizarros, claro. Alías, acho que isso soa mais pornográfico pra adultos e adolescentes que pra alguém que mal sabe o que é sexo.

    1. Rockerz disse:

      Concordo com você Tim, em tudo… a minha questão é associar a Starfire do desenho com a Starfire do gibi…. algo que na minha opinião não deveria ocorrer!

  3. Chewbacca Jr. disse:

    Eu vou enloquecer… Estou sem notebook. Não consigo mais acessar o Facebook aqui no trabalho. O Adobe Flash não quer atualizar, logo não consigo fazer o Comixology funcionar. Meu emulador está dando erro.E pra lascar tudo o smartphone descarregou e estou sem o cabo.
    Agora por tua causa estou agoniado pra ler esta revista do Red Robin e tentar entender o que passa! E não posso!

    1. Rockerz disse:

      Redhood… Red Robin é outro!

  4. Chewbacca Jr. disse:

    É… isto é um problema. Que pode gerar outro problema. Se as histórias se tornam muito “corretas” devido ao público infantil, vai bater de frente com a grande massa consumidora que é o nerd de meia-idade sedento de emoções fortes (gostasse? Defini vc! lol). Eu sou muito chato com esta coisa… Tem tudo a ver com a maturidade da criança que está lendo. Em princípio eu acho que estas HQs não são para os pequenos. Como também não o são 80% da programação da TV. A mentalidade no nosso país é tão distorcida que a Globo jura que The Simpsons é pro público infantil, assim como o SBT que já passou Family Guy no horário infantil… pela simples idéia inocente que se for desenho animado é pra criança… e num é!!!11!
    Se eu tivesse filhos pequenos, eles só iriam tocar na internet quando adolescentes e se provassem que tem maturidade pra tal. Da mesma forma com os gibis. Não é pq tem desenho coloridinho que necessariamente é pra criança. Imagine um guri de 11 anos lendo The Boys! De jeito maneira. Super-herói por super-herói, a DC tem uma linha dedicada à criançada, com Liga da Justiça, Batman, Titãs e outros em um conteúdo adequado.

    Agora me explica esta cena aí com a Starfire e o Roy, pq eu não entendi nada! Pq o Roy está perguntando se ela lembra de “Dick (lol), Garth, Gar, Lilith, Vic”??? Agora fiquei curioso. Pq ele cita estas pessoas pra ela? Houve algum grupo de Titans no passado? Será? Até agora estive achando que o Cyborg fez parte apenas da Liga da Justiça. Será que vai ser um destes textos sem pé nem cabeça que aparecem e ficam sem explicação pelo resto da vida? Donna era a melhor amiga da Kory antes da reformulação e nem foi citada. 🙁 Eles disseram que ela não existe mais neste novo universo (ridículo isto…). Ele também cita “Dustin”, mas não há nenhum Titan chamado Dustin… Tinha o Duncan. Será que erraram? Eu acho bom estes editores ficarem atento a estas bagaceiras pq só causam irritação. Os Titans tão sendo os mais vitimados. Pela imagem que vc publicou estou vendo que o Roy não só tem os dois braços inteiros como esta fisicamente muito diferente. Se continuar assim esta confusão, paro de comprar estas revistas de vez.
    P.S. – eu falei que a Starfire era uma alienígena sexualmente livre. Agora li este pedaço de página aí e ela está parecendo uma alienígena perva! òó Marv Wolfman deve estar triste.

    1. Rockerz disse:

      Não é história ser alienada ou não… é mais uma definição de publico alvo… tipo a história de escova de cabelo para careca!

  5. Chewbacca Jr. disse:

    Não entendi seu ponto. Vc questiona a autenticidade (autenticidade no sentido de ser um fato) do sexo nas HQs?
    Temos de partir pra duas coisas… ou há ou não há! Colocar mulheres lindas com roupas minúsculas ao lado de rapazes supersaudáveis e fazer de conta que não há qualquer tensão sexual entre eles é tão fora da realidade quanto fazer de conta que eles têm superpoderes.
    Não estamos mais nos anos 40, onde cabia aquele flerte sem arranque entre o Clark e a Lois.
    Veja, Starfire nunca foi uma personagem “infantil”. Achou de ser agora, neste desenho mequetrefe dos Titans. Originalmente (e isso em plenos anos 80), ela era uma alienígena advinda de uma cultura sem tabus sexuais, onde o sexo era praticado sem quaisquer neuras. Ela aprendeu o idioma terrestre através de um beijo de língua no Dick Grayson e não demorou muitas edições para aparecerem dormindo juntos na Titan Towers. Sem contar que adorava andar despida por aí…
    Acho supernatural estas inserções sexuais nas revistas. Isso até era uma das coisas que faziam The Authority vender.
    Isso também foi o motivo do Garth Ennis ter visto sua ótima revista The Boys ser expulsa da DC Comics, depois que colocou uma suruba nos aposentos do quartel general do grupo adolescente que mimetizava os New Teen Titans.
    Obviamente que certos exageros como este não são necessários, senão iremos entrar em searas estranhas como querer saber pq a Lois nunca morreu ao fazer amor com o Kal-El na era pré-Flashpoint ou se o hímen da Kara é invulnerável.

    1. Rockerz disse:

      Na verdade eu quis explicar isso mesmo que você falou, não sou contra ou a favor, só acho que o gibi tem um publico infantil que não precisa dessas conotações totalmente desnecessárias para a história de super herói… agora se fosse um gibi de sacanagem tá ótimo! A Starfire ter beijado o Dick (sigh) e ter ido para cama não acho que é o problema, o negócio é que tem criança que lê essa história e ela vai pensar o que? “Papai, quando crescer eu quero ser igual a Starfire que beija o namorado e o Ricardito… e por que eles não brincam de sanduíche-íche-íche” … entendeu?

      Para nós, velhos e caquéticos é tranquilo… mas isso por que somos velhos caquéticos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.