Discworld: O Oitavo Mago

Escrito por | Artigos, Livros


Mais uma história onde regras da magia são quebradas… O Oitavo Mago segue essa linha despretensiosa e famosa de Terry Pratchett cheia de aventura, magia e humor.

No Discworld existe uma lei natural que não deve ser quebrado que diz que os magos não podem se casar para não ter filhos… você sabe como essas coisas acontecem… os jedis tem esse mesmo problema aparentemente. A regra diz que o oitavo filho de um mago seria um fonticeiro, o mago capaz de utilizar com a magia em seu estado bruto, como quando o mundo era mais jovem e é claro que isso só poderá trazer mais problemas do que soluções, afinal é difícil controlar algo que não gosta de ser controlado. Muito menos é possível sentar em cima dele e dizer quantas batidas no chão ele deve dar com a pata, isso seria constrangedor para a magia e poderia ferir alguém.

Diz-se que um fonticeiro teria poderes  mágicos infinitos que poderiam ser fatais para o Discworld, mas Ipslore é expulso da Universidade Invisível e tem oito filhos com a intenção de usar os poderes de sua cria para se vingar dos magos e dominarem o mundo.

O bom é que nessa história teremos a volta de Rincewind e Bagagem… sem Duas-Flor infelizmente, mas já é uma boa parte da turma reunida. Ainda torço para ver Rincewind conseguir acender pelo menos uma vela usando magia, com um fósforo ele consegue quase todas as vezes.

Outro livrão para a coleção Discworld que não para de crescer aqui em casa e não canso de admirar e elogiar o trabalho de Terry Pratchett!!!


Última alteração: 9 de dezembro de 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.