Categorias
Games

Não consigo jogar Cities Skylines direito

Será que apenas eu não consigo jogar Cities Skylines do jeito certo?

Meu tempo anda muito regrado e obviamente minhas jogatinas ficam limitadas. Às vezes quando tenho tempo até consigo jogar algo enquanto minha filha assiste algum desenho no monitor secundário. Mas isso limita minhas opções pois não posso jogar algo mais violento ou imersivo com minha pequena junto. Por isso alguns simuladores mais simples tem sido uma opção bem vinda. Two Point Hospital é bem divertido e tenho jogado bastante, até SimCity 5 acabei baixando recentemente – apenas para desinstalar logo em seguida. Mas vivo é no simulador de cidadezinhas que mais gosto atualmente, o problema é que não consigo jogar Cities Skylines direito já faz um tempo.

Não consigo jogar Cities Skylines direito - Blog Farofeiros

Até cheguei a comprar algumas expansões baratinhas no Especial de Férias da Steam e isso ampliou muito as oportunidades de construir algo que me orgulhasse. Fiquei bem feliz com a compra dessas expansões. Em um raro caso de satisfação ao comprar um complemento tenho a impressão que o jogo quase dobrou de tamanho, mas na verdade só complicou tudo ainda mais.

Já faz um tempo que tento jogar sem o dinheiro infinito acionado, para ter uma experiência mais desafiadora com o game. Afinal ele foi projetado para me colocar numa posição para capitanear milhares – talvez milhões – de vidas. E como lidar com tantas pessoas sem prejudicá-las e tentando lhes dar um ótimo ambiente para se viver?

O salvador da pátria (no jogo)

Não consigo jogar Cities Skylines direito - Blog Farofeiros

Esta simples questão atingiu meu âmago, afinal na atual situação do mundo o que mais se vê são pessoas precisando de ajuda – mas sem a chance de obtê-la. Iniciar a cidade é fácil, o problema é depois começar a decidir quem vai ter ou não saneamento básico, quem vai ter o luxo da eletricidade e a vantagem de morar longe da usina de óleo ou carvão. Sim, uma cidade com eletricidade extremamente poluente e ainda tenho que escolher quem vai respirar aquela fumaça.

Mas esse não foi o meu pior dilema. A saúde na minha cidade é algo que me preocupa muito e não consigo deixar aquele local sem um hospital por exemplo. Em uma dessas expansões que adquiri dois novos edifícios surgiram para cuidados da saúde especializado em crianças e idosos. Como diabos conseguiria construir uma cidade e deixar seus cidadãos sem um sistema de saúde com essas melhorias?

Simplesmente não consegui decidir quem teria policiamento e o lado que teria acesso a corpo de bombeiros. Em caso de uma emergência, assalto, ou incêndio, alguém poderia não ser atendido. Como se escolhe quem tem o direito a segurança ou resgate?

Consequências do bem estar (no jogo)

Não consigo jogar Cities Skylines direito - Blog Farofeiros

Acredito que já tenha conseguido exemplificar meus dilemas, e não fica difícil comparar tais questões com a vida real. Vivemos em um país extremamente desigual, onde quem tem acesso à saúde, segurança e educação é uma parcela privilegiada que se assusta quando se fala de taxação para milionários. Não consigo jogar Cities Skylines direito pois ele te força escolher o que fazer com o pouco dinheiro que tem. Você terá que decidir quem ganha e quem perde dentro de sua cidade, vai ter que decidir quem morará perto do lixão e quem viverá em um bairro planejado perto do mar.

Cities Skylines te deixa sonhar com o mundo ideal fornecendo transporte de qualidade para todos, sistema viário, educação e sistemas ecológicos que nem tenho certeza se existem no mundo real. Mesmo com tudo isso não há garantia de sucesso da sua cidade perfeita sem se utilizar de “artimanhas” para pagar tudo isso.

Não consigo jogar Cities Skylines direito - Blog Farofeiros

Talvez Cities Skylines não simule cidades, talvez ele seja um simulador de insignificância: não importa o quanto você lute contra algumas forças, elas sempre estarão lá. Talvez eu e você sejamos apenas mais uma pessoa que não tem rosto, somos apenas mais um a nascer, pagar impostos, trabalhar e morrer na sua metrópole – como no jogo.

A ética não importa no jogo, e para deixar a grande maioria da minha população feliz e com um bom padrão de vida precisei trapacear. Uma nova cidade, com dinheiro infinito, para que pelo menos no jogo eu não veja tanta desigualdade. Minha empatia não vai deixar zonear áreas industriais próximas de residenciais de nenhum tipo.

O que você faz para sua cidade é o que você espera do mundo real – ou o contrário? Não faço essa pergunta esperando uma resposta correta, afinal estamos falando de um jogo. Mas acho que podemos pensar um pouco melhor como nossa comunidade poderia melhorar se o serviço público certo fosse colocado no lugar ideal no mundo real.

Este texto foi adaptado para vídeo também, confira abaixo.

Por Rodrigo Castro

Debochado e inconveniente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.