Já faz um ano… então né…

hospital-jpg

Sim amiguinhos… já faz um ano que escrevi esse texto, como a coisa é complexa estou escrevendo mais ainda… quem sabe ajuda alguém né?

Muita coisa mudou de lá para cá… médicos que confiei viajaram para Disney com Chapolin Colorado, o tal do carrapato pode ter me picado a vinte anos atrás e a doença ter ficado incubada até agora, descobri tratamentos alternativos como “só comer cenoura“, descobri que norte-americano é doido de pedra em relação a doença, achei uma loja que vende a bengala igual do House (tanto que comprei uma), uma amiguete que eu pensava em namorar voltou com o namorado, fui largado por outra, não tenho conseguido dirigir e… bem, as dores…

Para falar das dores tenho que começar a falar sério pois hoje eu faço um tratamento deveras intensivo: fisioterapia, acupuntura, ventosas, amassamento, massagem e hidroterapia. Tudo é cansativo, tudo dói e fisioterapia, por exemplo, é todo dia… me surpreendo de ainda estar fazendo tudo isso!

Sem falar que mudei todos os médicos, o reumatologista nem avisar que ia sair de férias avisou… e quando o procuramos ele indicou um médico que não sabia absolutamente NADA sobre meu caso. Fato este ainda que foi bom, pois acabei caindo no consultório do maior especialista da doença no Brasil.

… e por falar em médico as especialidades que tenho feito tratamento também aumentaram. Hoje frequento salas de espera de cardiologista, reumatologista, neurologista, homeopata, endocrinologista, oftalmologista, fono-audiologista (mais exercícios), psicanalista (afinal estou ficando maluco)… como a doença é rara nem todos profissionais a conhecem ou chegaram a tratar alguém com isso. Normalmente a Síndrome de Lyme não mostra as caras facilmente, agregando a ela cerca de 300 (sim, trezentos) sintomas diferentes. No meu caso a doença “associada” foi a fibromialgia, que causa dores alucinantes nos músculos por contração indevida… até contratura na testa já tive! Ah, também tive uma inflamação na bacia, só que não lembro o nome da bagaça.

Como o diagnóstico é bem difícil sempre tenho que fazer uma batelada de exames, semana passada tirei nove tubos de ensaio, ontem me ligaram do laboratório pedindo para eu voltar pois o sangue não foi suficiente! Exames como densitometria óssea e eletroneuromiografia foram novidades para mim… o primeiro não dói nada, mas o segundo… mermão… na última vez que fiz o exame, vistoriado por um dos maiores neurologistas do Brasil, eu fiquei deitado levando agulhada e choque por DUAS HORAS… e não é agulha tipo de acupuntura, é agulha dessas grandes mesmo… até no rosto rolou isso… tudo para ver o progresso dos nervos… pelo menos está melhorando.

Se não bastasse tudo isso o grande vilão da história “ganhou” um aliado: corticoide. Todos os médicos falam que o remédio é fantástico, ajuda MESMO… só que a quantidade de reações é enorme também… falta de sensibilidade, distrofia muscular,  inchaço, formigamento, dores, fadiga… são sintomas da minha doença E reações do remédio… engordei e/ou estou inchado, a matemática diz que engordei 30 kg. Algumas roupas nem me servem…

Na série House a Síndrome de Lyme é mencionada duas vezes… corticoides eles dão para o paciente sempre quando não sabem o que fazer direito… é amiguinho, a coisa não tá fácil não! Apesar do prognóstico ser positivo, acreditam de que eu vá me recuperar 100%, ninguém ousa dar uma data para isso… eu acho que pelo menos mais uma ano ficarei nessa levada… é…

À minha família e amigos, principalmente o Marça, a Cláudia e a Mel, meu muito obrigadaço!

No final das contas estou melhorando, devagar-quase-parando mas estou… meu neurologista até liberou uma latinha de cerveja por fim de semana…


Rockerz

Irônico e inconveniente desde 1980.


  1. Foi um ano difícil (caramba como passou rápido), mas você está dando a volta por cima.
    Vamos pra segunda temporada que queremos ver o final feliz! =P
    Mas pô, nem na doença tu largas a Heineken? òó

  2. É a luta da vida meu amigo e vc está se saindo bem pra caramba. Imagino que esteja aprendendo muitas coisas e a valorizar outras tantas. Acredite e tenha fé.
    Continue assim veio =D

  3. Pingback: Se nesse fim de semana derramei cerveja em você, desculpe… :S

  4. Pingback: Blur – No Distance Left To Run

Comente:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados com *