World of Wacraft - WoW - Blog Farofeiros

Mamãe fui pro World Of Warcraft: 80 leveis depois

Escrito por | Artigos, Games


Desculpem amiguinhos, mas este artigo é para quem conhece World Of Warcraft… se não conhece existe a enorme chance de você não entender porcaria nenhuma! Não sou noob desse jeito não… não cheguei no level máximo agora… só estou fazendo esse post agora pois é um bom momento para celebrar os cinco anos de briga online entre Aliança e Horda em Azeroth.

Meu pobre night elf mohawk hunter continua usando na maior parte do tempo equipamentos PvP… a resilience ajuda pouco, mas ajuda. Posso não matar, mas consigo irritar muitos blood emos paladinos que se acham donos do mundo. Humpf. Infelizmente não tenho tido tempo suficiente para me dedicar ao PvE, gosto de fazer instances mas a dedicação que exige é algo que este Farofeiro não disponibiliza… até tenho uns equipamentos bacanas, mas nada demais. ToC Heroic, Emblems of Conquest e Emblems of Triumph é o que me mantêm com um DPS razoável apenas… não passo vergonha só pelo fato de eu não fazer burrada em raids, mas tá baixo.

E normalmente é PuG em World Of Warcraft… ai ai… como dói minha cabeça em pensar nisso… A única raid que tento fazer constantemente é VoA 10 e 25, mas como sou amaldiçoado só cai item que já tenho de PvP ou nada de hunter. Semana passada caiu duas calças Deadly Gladiator e eu era o único hunter… DUAS! Infelizmente nosso grupo de arena é tão preguiçoso quanto eu, não é sempre que fazemos algo e o rating tá baixo pra baralho… Tô com uma estranha alergia a Argent Tournament… só de falar em daily quest de lá já fico com coceira. Agora você pergunta: que merda eu tenho feito lá então que realmente você gosta… mala!

Achievments… não os de raid, mas coisas como o Pilgrim’s Day por exemplo, já tá praticamente completo TODOS os achievs e isso só com um dia de jogo (o evento foi lançado ontem). O mais divertido foi Pilgrim’s Peril que eu deveria, vestido de pelegrino, sentar à mesa e comer algo nas capitais da Horda. Fico feliz em anunciar que foi uma babada… em Silvermoon City nenhum horda fedorento se preocupou em lembrar que estamos em um servidor PvP de World Of Warcraft, em Under City lembraram mas foi fácil demais, Thunder Bluff me fez chorar de rir: um pally quis matar meu pet, não a mim. Mas em Ogrimmar minha felicidade foi completa… fui perseguido por um hunter e um druida. Matei o druida… morri para o hunter… mas fala sério, isso foi do lado de fora da cidade, com uns 20 players por lá!

Eu juro que minha felicidade foi tamanha que agora estou campeando Stormwind. Você é Horda? Quer o achievment? Se eu estiver online não vou deixar! E nos cinco anos de WoW eu acho que isso tudo é o que faz o sucesso do jogo: a infinidade de coisas para se fazer… mais um exemplo: outro dia eu, Pajelucto e Rollingstone resolvemos sair para pescar… Quando me perguntaram mais tarde naquele dia o que fiz eu respondi: Fui pescar com meus amigos!

Longa vida ao WoW e que venha o Cataclisma e que o mundo não se parta como Outland. Abaixo você vê mais uma compilação de minhas aventuras.

Mamãe fui pro World Of Warcraft: 80 levels depois


Última alteração: 8 de novembro de 2016

3 Responses to :
Mamãe fui pro World Of Warcraft: 80 leveis depois

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.