Liga da Justiça 3000: eles não são clones

Escrito por | Notícias, Quadrinhos


liga-3000

Não sei se falei o suficiente aqui sobre a Liga da Justiça 3000 de Keith Giffen JM DeMatteis… com meus amiguinhos falei bastante e, como você poderá ver neste post, chorei, rezei e fiz macumba para que fosse um revival da Liga da Justiça cômica, que foi escrita originalmente pelos dois.

Como era de se esperar existe humor, existe piada… mas não é tão óbvio e nem é tão engraçado… Uma parte da graça era que esses heróis apresentados no gibi não eram os heróis originais, mas renascidos (de alguma forma) no ano 3000 e… bom, o segredo foi revelado e… é uma merda… Em resumo, inventaram um novo nome para clone. Foi avisado que eles não eram clones mas, no final das contas eles são clones mesmo e a piada que era para ser boa é uma bem ruim e sem graça.

Fico feliz de não ter comprado o gibi… de longe foi o título pós lançamento do Novos 52 que mais me chamou a atenção e, para variar, me frustrei…

Na edição #4 Keith Giffen mostra, em uma entrevista ao site Newsarama, que os heróis são, na verdade pessoas normais que foram “infectadas” com o DNA dos super heróis originais de nossa era… o processo é violento e faz com que o “hospedeiro” simplesmente morra, deixando lembranças e algumas características físicas para trás… e eu sou o que bebe demais ainda é? Abaixo você confere a explicação da bagaça original, em inglês.

jl3000-reveal-1

jl3000-reveal-2


Última alteração: 12 de novembro de 2016

3 Responses to :
Liga da Justiça 3000: eles não são clones

  1. Timbricius disse:

    Ser infectado pelo DNA do Batman/Bruce Wayne te deixa bilionário?

    1. Rockerz disse:

      … pelo visto não. Mas de todo jeito você morre pelo visto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.