Categorias
Games

Introdução de Full Throttle por que é foda!

Quer saber o que é coisa boa? Aperte o play abaixo para ver a introdução de Full Throttle. Vai sem medo.

Um game que marcou minha adolescência, me fez comprar jaquetas pretas e desejar comprar uma moto. Provavelmente eu nunca compre, mas posso sonhar né? A tatuagem com o símbolo dos Polecats está saindo do forno.

Sei lá o que pensar quando vejo essa introdução de Full Throttle, são tantas emoções nesse game. Maureen e Todd (depois que leva uma porta na cara) moram em meu coração. Ben e a gang não moram em meu coração pois eu sou o Ben. É sério.

O game de 1995 ganhou uma versão remasterizada recentemente que precisou se tornar meu. O game além de espetacular tem uma trilha sonora impecável da banda Gone Jackals.

Será que você descobre quem o Mark Hamill, o Luke Skywalker, dublou só pela introdução de Full Throtle?

É bom lembrar que só tem whisky nesse jogo, nada de vodca de pelúcia.

Por Rodrigo Castro

Pai. Marido. Gamer. Colecionador. Desenha, pinta, escreve e bebe. Hippie que resolve tudo.

Depois de tentar escrever a sério viu que a vida é uma piada e largou a mão da mídia tradicional para virar um comunista que só lê gibis de super herói norte americano.

3 respostas em “Introdução de Full Throttle por que é foda!”

Eu adorava esse jogo enfim adorava os adventures da lucas arts acho uma pena que não tenham feito outros pelo menos com o humor e estória que fazia valer a pena ficar horas tentando decifrar os enigmas nonsense.

Lembro que na época se falou de um full throttle 2 mas foi para o arquivo do tio lucas e pelo jeito nunca mais saiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.