Categorias
Games

Destiny em crise

Estaria o game Destiny em crise?

Como fã acredito que posso dizer que Destiny em crise era algo previsível. Jogo o game desde o inicio, foi meu primeiro jogo para PS4 e ainda é o meu favorito da plataforma… Infelizmente isso não parece valer muito nos dias de hoje.

Nosso canal do YouTube ainda é pequeno mas o carro chefe ainda é Destiny. Mas até isso o jogo não tem ajudado. Veja bem, nesta última terça feira foi lançado um evento de Valentine’s Day que consiste em você entrar em um enfrentamento em duplas e ganhar buffs inúteis. Devo frisar que tudo isso você já consegue fazer normalmente só que sem pétalas de rosas pela Torre.

Acho que posso ser considerado um jogador casual, por não me enfiar por horas em partidas de PvP e não ter paciência para as mecânicas mais complicadas do jogo. Pago PSN e tenho duas expansões além do jogo original como todo mundo. Como jogador brasileiro devo ter gasto cerca de R$ 450 só com o software. Hardcore ou casual, não importa, todos pagaram caro pelo jogo incompleto que temos em mãos.

Os pontos falhos que colocam Destiny em crise são muitos ao meu ver, começando pela história… Nem nosso próprio fantasma consegue manter uma personalidade já que algum produtor genial resolveu mudar toda a história no meio do caminho com o jogo já lançado. Mas é claro que não é só isso, a ausência de organização de partidas em todos os modos de jogo complica a minha vida que tenho um horário maluco e, adivinha só, gosto de jogar outros jogos também… meus amiguinhos dificilmente tem estado online no jogo, ainda mais agora com tantos problemas, digo isso tanto para o PvP como PvE.

Não sei por que não habilitam o modo para terceira pessoa. Está no jogo e com a espada você pode ver isso… frescura hein Bungie?

Grind excessivo e pouco recompensador em assaltos, raides e patrulhas. Chefes pouco variados… você enfrenta o mesmo modelo 3D com uma bazuca grande e sem muitas mecânicas. Nunca tentei mas acho que se você der três pulos na cabeça dele você ganha a chave do castelo e salva a princesa. Hehe.

E agora, em uma atitude de dar medo a Bungie anunciou para seus investidores que Destiny 2 (isso, dois) será lançado em 2017 e que ainda em 2016 teremos uma grande expansão. A dúvida que fica é, um jogo do tamanho que ficou este shooter, afinal são mais de 25 milhões de jogadores, com diversas expansões cada vez mais caras e confusas, vai lançar uma continuação para que eu jogue o disquinho fora ou utilizarei o meu jogo anterior para isso? De todo jeito eles prometem concertar tudo o que reclamamos se gastarmos mais dinheiro com eles.

Sem maiores detalhes eu já afirmo que não comprarei a continuação… caramba, nem sei se a expansão próxima eu comprarei, por que se for igual aos moldes do que vi em O Rei dos Possuídos a coisa vai ser pífia e, quem sabe, no Dia do Circo os jogadores ganhem um nariz de palhaço por que papel já estamos fazendo. A Activision pode ser culpada mas se é para jogar algo assim Call of Duty e Battlefield são melhores opções.

Gente apaixonada paga o seu salário? O meu não…

Não estou só

Se estou descontente? Óbvio e adivinha só, não sou o único… não é difícil ver pelo YouTube outros jogadores descontentes. Veja abaixo alguns exemplos. Na verdade eu não tenho tempo para explicar o por que eu não tenho tempo para explicar.

OH GOD TANOOKS!!!

Reclamando da expansão O Rei dos Possuídos? Deu match então.

Cheat ou lag?

E você, está feliz com o seu Destiny?

Por Rodrigo Castro

Guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia. Também é leitor de gibi e jogador profissional de videogames no easy.

4 respostas em “Destiny em crise”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.