Categorias
Games

10 anos de GameCube

O único vídeo game com alça para transporte faz 10 anos hoje, contando de seu lançamento no Japão em 2001. Isso mesmo, são 10 anos de GameCube.

Tenho várias histórias nesses 10 anos de GameCube. Como eu o adquiri eu tenho reclamado muito em meu twitter: tive que vender o meu amado Nintendo 64 para juntar forças com economias minhas e de meu irmão. Foi suado e sofrido… mas no momento em que liguei e disse a famosa frase “OLHA O GRÁFICO!” foi amor.

Tenho diversas lembranças, a principal foi da primeira vez que consegui soltar um especial no jogo Sega Soccer Slam. Primeiro jogo, primeira partida…

Não esqueço a primeira vez que morri em Super Mario Sunshine, o delírio que tive ao ver Metroid Prime em primeira pessoa, a insanidade das partidas de Super Smash Bros. (Marth FTW!) e daqueles zumbis de Resident Evil 4 que explodiam a cabeça e saia aquele protozoário tamanho família. São 10 anos de GameCube cheios de coisas nojentas.

Nintendo GameCube - 10 anos de GameCube

Os 10 anos de GameCube marcaram a minha passagem da adolescência para atividades mais adultas. No lugar de ficar só em casa jogando videogame eu podia agora ir beber em um bar e… bom, vocês já sabem como a história termina.

Mas frequentemente eu gostava de juntas as duas atividades. Também existia a lenda que nos entornos da Santa Efigênia (a santa das muambas) havia algumas “assistências” técnicas que faziam um modificação bizarra em seu console para se rodar jogos piratas gravados em CDs normais.

Não no mini DVD que ninguém conseguia piratear. Não, nunca pensei em fazer tal sacrilégio em meu console… mas a alça é algo que não entendi até hoje.

Ainda guardo todos os games, acessórios, console e controles… tudo funcional e pronto para eu matar a saudade de morrer miseravelmente nas fases “extras” de Super Mario Sunshine. Ainda guardo Mortal Kombat V, Animal Crossing entre tantos outros dentro do baú e meu coraçãozinho frio e rancoroso.

Capas de jogos do GameCube - 10 anos de GameCube

Por Rodrigo Castro

Pai. Marido. Gamer. Colecionador. Desenha, pinta, escreve e bebe. Hippie que resolve tudo.

Depois de tentar escrever a sério viu que a vida é uma piada e largou a mão da mídia tradicional para virar um comunista que só lê gibis de super herói norte americano.

2 respostas em “10 anos de GameCube”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.