Categorias
Quadrinhos

Os membros da Família Summers

Conheça os membros da família Summers, dos X-Men.

Esta X-família é muito unida, e também muito enrolada. Brigam por toda razão, mas acabam sempre no socão. Atira pai, ataca mãe, metralha filha, eu também sou da família, também quero ser mutante… Sei que o final não rimou, mas os membros da Família Summers mereciam uma abertura pouco apropriada.

A Grande Família - Os membros da Família Summers - BLOG FAROFEIROS

Famílias podem ser complicadas, especialmente quando os X-Men estão envolvidos, mas poucas são tão complicadas quanto os Summers. Com múltiplos clones, irmãos secretos e filhos de três realidades alternativas, a árvore genealógica da família de Scott Summers se estende pelos confins do tempo e do espaço. Através de suas realizações, os membros da extensa família Summers moldaram galáxias, reescreveram futuros e mudaram o curso da raça mutante.

Agora, vamos dar uma olhada mais de perto na árvore genealógica de Ciclope e em seus muitos galhos. Enquanto a família Summers tem raízes em várias partes do Multiverso, vamos nos concentrar nos membros notáveis que passaram um tempo extenso no Universo Marvel e como eles se encaixam nesta família mutante icônica.

Ciclope e Jean Grey

Os dois primeiros alunos do Professor X, Scott Summers e Jean Grey se conheceram quando adolescentes em Uncanny X-Men #1 (1963) de Stan Lee e Jack Kirby. Conforme eles amadureciam como Ciclope e Garota Marvel (ugh), eles começaram um romance que perseverou para além do envolvimento de Jean com a Força Fênix cósmica, sua morte aparente, e o casamento complicado de Scott com o clone de Jean, Madelyne Pryor.

Scott e Jean se casaram em X-Men #30 (1991) de Fabian Nicieza e Andy Kubert, mas Jean acabou morrendo (mais uma vez) Ciclope acabou tendo um relacionamento de longo prazo com Emma Frost. Com mais uma ressurreição de Jean Grey o relacionamento chegou a ser um trisal e, em alguns momentos, um claro casamento aberto cheio de poliamor. Mas a Marvel Comics é covarde e nunca admitirá isso.

Madelyne Pryor

Quando Jean foi considerada morta, Sr. Sinistro criou seu clone, Madelyne Pryor, para garantir que o potencial genético de um filho Grey-Summers não ficasse sem ser realizado. Após a morte da Fênix vemos que Madelyne começa a namorar Ciclope logo após sua estreia em Uncanny X-Men #193 (1963) de Chris Claremont e Paul Smith. Sem saber de sua conexão com Jean, Madelyne se casou com Scott e deu à luz um filho chamado Nathan Summers, que viria a ser conhecido como Cable.

Quando Ciclope deixou sua família para ficar com uma Jean ressuscitada, Madelyne foi corrompida pelos demônios de Limbo. Depois de ser capturada por Sinistro e descobrir suas verdadeiras origens, Madelyne se tornou a Rainha dos Duendes e atacou o Universo Marvel na saga INFERNO.

Mais recentemente, Madelyne assumiu Limbo como sua governante e fez as pazes com Scott e Jean. Não rolou beijo, mas ela engatou um relacionamento com Destrutor, irmão de Scott.

Destrutor

Alex Summers, ou Destrutor para os íntimos, ficou à sombra de seu irmão mais velho, Ciclope, desde sua estreia em Uncanny X-Men #54 (1963) de Arnold Drake e Don Heck. Após os Shi’ar abduzirem seus pais (literalmente) e causarem a queda de seu avião, Destrutor e Ciclope passaram muitos anos de sua infância e a adolescência separados. Quando os irmãos Summers se reuniram já nos X-Men, eles se enfrentaram tanto quanto trabalharam juntos.

Embora Havok tenha liderado equipes como os X-Men, X-Factor e a divisão mutante dos Vingadores, ele passou considerável tempo como um vilão controlado mentalmente; por outro lado, ele também viveu em uma realidade alternativa onde era um herói proeminente. Além de um breve relacionamento com a Vespa, Alex teve relacionamentos longos e intermitentes com a filha de Magneto, Polaris, e Madelyne Pryor.

Corsário

Antes de Christopher Summers se tornar o pirata espacial Corsário, ele era um piloto pai de Ciclope e Destrutor. Ao lado de sua esposa Katherine, Corsário foi abduzido pelo Império Shi’ar quando Scott e Alex eram jovens. Após o assassinato de Katherine, Corsário escapou e se juntou a um grupo de bandidos chamado Piratas Siderais (Starjammers). Ele tomou a liderança da equipe na época em que estreou em Uncanny X-Men #104 (1963) de Chris Claremont e Dave Cockrum.

Embora inicialmente mantivesse sua identidade em segredo de Ciclope, Corsário eventualmente se reuniu com Scott e Alex. Corsário também mantém um relacionamento de longa data com Hepzibah, uma alienígena felina e membro de sua tripulação. Até hoje os Piratas Siderais são alguns dos aliados cósmicos mais próximos dos X-Men.

Vulcano

Gabriel Summers, também conhecido como Vulcano, é o irmão “perdido” de Ciclope e Destrutor, cuja identidade foi apenas aludida por anos. Nascido no espaço Shi’ar, este mutante de nível Omega escapou para a Terra, onde caiu sob os cuidados de Moira MacTaggert e Professor X. Quando os X-Men originais foram capturados pela ilha Krakoa original, Vulcano teria supostamente morrido tentando salvá-los. Para “ajudar” o Professor X apagou a memória do irmão mais novo da mente de Ciclope.

No entanto, Vulcano sobreviveu e retornou para se vingar em X-Men: Deadly Genesis #1 (2005) por Ed Brubaker e Trevor Hairsine. Depois de lutar contra os X-Men, Vulcano conquistou o Império Shi’ar e lançou uma guerra intergaláctica contra outros impérios. Derrotado por Raio Negro dos Inumanos, o instável Vulcano caiu em uma fenda espaço-temporal chamada a Falha.

Mais tarde, ele se estabeleceu em Arakko, o planeta liderado por mutantes anteriormente conhecido como Marte e tentou dominar o universo novamente.

Rachel Summers

Rachel Summers é uma das figuras mais intrigantes da família Summers. Nasceu nas páginas de “Days of Future Past” (Dias de um Futuro Esquecido), na Terra-811, um mundo apocalíptico onde os Sentinelas empurraram os mutantes para a beira da extinção. Com seus poderes telepáticos ela enviou a mente de Kate Pryde de volta no tempo para mudar a história em Uncanny X-Men #141 (1963) por Chris Claremont e John Byrne.

Depois de um encontro com a Força Fênix deixá-la com parte do poder cósmico da entidade, Rachel viajou para o Universo Marvel oficial, o 616, onde se juntou aos X-Men e Excalibur. Embora parte de Rachel tenha ido para um futuro distante para ajudar a cuidar de Cable como Mãe Askani, a outra parte dela permaneceu com os X-Men no Universo Marvel e forjou relacionamentos familiares com Scott e Jean.

Como filha de Ciclope e Jean Grey, ela possui um legado poderoso e complexo que a conecta a eventos cruciais no universo Marvel. Atualmente está em um relacionamento sério com a Capitã Bretanha, Betsy Braddock.

Cable

Nathan Christopher Summers, mais conhecido como Cable, é um dos heróis mais resilientes e cheio de bolsos dos quadrinhos. Filho de Ciclope e Madelyne Pryor, Cable nasceu sob circunstâncias tumultuadas – para variar. Infectado por um vírus tecnorgânico, foi enviado para um futuro distante dominado por Apocalipse. Com o apoio da Mãe Askani e um Ciclope e Jean Grey viajantes do tempo, Nathan se tornou o destemido Askani’son, destinado a derrotar Apocalipse.

Como Cable, Nathan surgiu no presente em New Mutants #87 (1983) de Rob Liefeld e Louise Simonson. Cable foi o responsável em transformar os Novos Mutantes na força militarizada e de operações especiais, o que se tornaria a X-Force. Cable abraçou suas raízes familiares Summers e se juntou a várias equipes dos X-Men enquanto lutava por um futuro melhor para todos os mutantes funcionando como um cabo com o presente.

Na Era de Krakoa Cable chegou a ser morto por uma versão mais jovem dele, mas não houve ressentimentos e ao final os dois até trabalharam juntos.

Hope Summers

Após a Feiticeira Escarlate acabar com a maioria dos mutantes do mundo durante a Dinastia de M (House of M de 2005), Hope Summers foi a primeira nova mutante a nascer em X-Men #205 (2004) de Mike Carey e Chris Bachalo. Quando vários grupos tentaram reivindicá-la no crossover Messiah Complex, Cable acabou ficando com a pequena Hope e a criou como filha através de múltiplas linhas de tempo.

Cable treinou Hope para se tornar uma soldado experiente antes de trazê-la de volta ao presente, onde ela ajudou a reacender a população mutante do mundo. Desde então, Hope provou ser uma das luzes mais brilhantes da próxima geração de mutantes e teve um papel importante em toda a Era de Krakoa.

Tyler Dayspring

Tyler é uma das figuras mais enigmáticas – e complicadas – do universo mutante com uma vida marcada por reviravoltas. Crescendo em um futuro distante ao lado de Cable e sua parceira, Aliya Jenskott, Tyler foi criado para lutar ao lado deles no clã Askani. No entanto, após uma lavagem cerebral de Apocalipse, Tyler se dedicou a se tornar o sucessor do próprio Apocalipse tornando-se assim o vilão Gênesis.

Com o passar do tempo, Tyler viajou para os dias atuais para garantir o ressurgimento de Apocalipse e assumiu a identidade do traficante de armas Tolliver em X-Force #5 (1991). Mas sua tentativa de manipular os eventos acabou mal quando Wolverine, em um ataque de fúria, acabou com ele e seus seguidores… Durante a Era de Krakoa ele chegou em um período mutante primordial e seus planos foram frustrados novamente.

Mas sua situação pode ser pior ainda sendo que há a suspeita de que Cable não seja seu pai, mas seu “tio”. Afinal Tyler poderia ser filho do clone vilanesco de Cable chamado Stryfe.

Stryfe

Stryfe é o vilão com poderes telepáticos resultado de um plano mirabolante que envolveu a clonagem do bebê Cable no futuro. Criado por Apocalipse para ser seu herdeiro, Stryfe se tornou um inimigo implacável de Cable e dos X-Men.

Através de crossovers como X-Cutioner’s Song e Messiah War, Stryfe desencadeou o caos e a devastação, mostrando-se uma ameaça mortal para os mutantes seja no presente ou no futuro.

Este personagem é um ótimo exemplo de como eram os quadrinhos dos EUA na década de 90 e surgiu em New Mutants #86 (1990). Espinhos, capacete absurdo e história raza define mais um clone da família Summers.

X-Man

Nate Grey, conhecido como X-Man, é uma força poderosa vinda de uma linha do tempo alternativa onde Apocalipse dominou o mundo, literalmente A Era de Apocalipse. Trata-se de um clone vindo da união dos genes de Scott Summer e Jean Grey daquela realidade, gerado por Dr. Sinistro em X-Man #1 (1995) de Jeph Loeb e Steve Skroce.

Ao ser transportado para o Universo Marvel 616 Nate formou uma ligação fraternal com Cable e fez parte dos X-Men por um breve período. Durante o crossover Era de X-Man, Nate levou os X-Men a uma realidade alternativa de maneira forçada. Assim hoje não é clara se o herói viveu o suficiente para se tornar um vilão ou foi apenas uma fase. Nate não apareceu na Era de Krakoa.

Adão-X

Adam-X, o X-Treme, completa o quadro como meio-irmão dos Summers. Quer dizer, mais ou menos. Ele é filho do ex-imperador Shi’ar D’Ken com uma mulher humana e, de alguma forma, o DNA de Katherine Summers (mãe de Scott, Alex e Gabriel) foi utilizado para gerá-lo. Após descobrir suas origens, ele optou por esquecer sua herança e viver longe do mundo dos X-Men.

Seu poder é no mínimo interessante: combustão do sangue. É por essa explicação, inclusive, que o personagem anda cheio de lâminas normalmente.

Surgiu em X-Force Annual #2 (1993) de Fabian Nicieza e Jeff Johnson.

Tem mais?

Esses são apenas alguns dos membros extraordinários da família Summers, cujas aventuras e desafios continuam a moldar o destino dos mutantes no Universo Marvel. Dos viajantes do tempo aos guerreiros interdimensionais, os Summers estão sempre prontos para defender sua linhagem e lutar pela causa mutante… Apesar de brigarem por qualquer razão.

Por Rodrigo Castro

Debochado e inconveniente. Escritor, roteirista e designer de brincadeirinha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile