Anunciados os autores que farão graphic novels com personagens de Maurício de Sousa

Fui pego de surpresa ao voltar a olhar para o mercado nacional de gibis. Quando eu era mais novo eu queria muito ser desenhista de quadrinhos… até roteiros eu achava que conseguiria fazer, mas aí a gente mude as prioridades e o mercado nacional não ajudou mesmo… mas estamos em uma nova época!

Fiquei muito feliz de ver como o mercado cresceu e está cada vez mais inchado de coisas boas! A primeira delas acho que é culpa de Sidney Gusman, que eu conhecia só no site UniversoHQ, mas que também trabalha na Maurício de Sousa Produções. Praticamente o mestre trabalhando para o deus!!! Desculpe o exagero, mas é o que penso.

A primeira empreitada foi Mauricio de Sousa Por 50 Artistas, onde 50 artistas “brincavam” com os personagens da Turma da Mônica foi um sucesso que acabou criando outra novidade! A segunda e mais audaciosa é a criação do selo GraphicMSP focando a publicação de graphic novels!!! E tudo tá tão bonito que você esquece que é material nacional…

Sou leitor assíduo de quadrinhos americano, um pouco só de europeus e a GraphicMSP com certeza estará em minha estante! Vale a pena.

Abaixo você fica com os teasers da primeira edição e com o press release após o pulo.

Nesta quarta-feira, 9 de novembro de 2011, foram anunciados os quadrinistas que farão os quatro primeiros álbuns da nova coleção Graphic MSP, da Mauricio de Sousa Produções. São eles: Danilo Beyruth, com uma história do Astronauta; Gustavo Duarte, com o personagem Chico Bento; os irmãos Vitor e Lu Cafaggi, com a Turma da Mônica clássica; e Shiko, com o Piteco.

Cada graphic novel apresentará uma história completa em 72 páginas, em formato 19 x 27,5 cm. Os primeiros lançamentos estão previstos para 2012.

Graphic MSP é uma linha de publicações que derivou do projeto MSP 50 – Mauricio de Sousa Por 50 Artistas, que começou em 2009, para comemorar o cinquentenário de carreira do criador da Turma da Mônica. O sucesso de público e crítica foi tamanho, que vieram mais dois livros: MSP + 50 – Mauricio de Sousa por Mais 50 Artistas (2010) e MSP Novos 50 – Mauricio de Sousa Por 50 Novos Artistas (2011).

Quem são os autores

DANILO BEYRUTH: é o criador do Necronauta, personagem que já tem dois álbuns publicados e da premiadagraphic novel Bando de Dois, que ganhou três troféus HQ Mix em 2011. Participou do álbum MSP + 50. Atualmente, ele é diretor de arte e ilustrador da We Comunicação, em São Paulo. Site: www.evilking.net.

GUSTAVO DUARTE: as charges, caricaturas e cartuns desse paulista primam pela expressividade definida em poucos traços. Seu trabalho pode ser apreciado no jornal Lance!, no livro Charges do Lance (em parceria com Mário Alberto) e nas revistas Có!Taxi e Birds. Participou do álbum MSP 50. Site: www.gustavoduarte.com.br.

VITOR CAFAGGI: natural de Belo Horizonte, só em 2008 estreou na ilustração. Criou as tiras do Puny Parker e fez uma história do álbum Pequenos Heróis, do escritor Estevão Ribeiro. Atualmente, publica Valente no jornal O Globo. Participou do álbum MSP 50. Site: www.punyparker.blogspot.com.

LU CAFAGGI: também nascida em Belo Horizonte, é ilustradora e quadrinhista. Produz (na internet) a tira Los Pantozelos e participa do site sobre quadrinhos Lady’s Comics. Foi convidada para o projeto Graphic MSP mesmo sem ter participado de nenhum MSP 50. Sites: www.lospantozelos.blogspot.com/

SHIKO: o trabalho deste paraibano pode ser visto no álbum Blue Note e nas revistas independentes Café Espacial eGraffiti 76% Quadrinhos. Está ilustrando A Boca Quente e a adaptação de O Quinze, de Raquel de Queiroz. Hoje vive na Itália. Participou do álbum MSP Novos 50. Site: www.flickr.com/photos/derbyblue

BIOGRAFIA RESUMIDA de MAURICIO DE SOUSA

 

Mauricio Araújo de Sousa, filho de Petronilha Araújo de Souza e Antonio Mauricio de Souza, nasceu em Santa Isabel, no estado de São Paulo, no dia 27 de outubro de 1935. Parte de sua infância, Mauricio de Sousa viveu em Mogi das Cruzes, desenhando e rabiscando nos cadernos escolares. Mais tarde, seus traços passaram a ilustrar cartazes e pôsteres para os comerciantes da região. Aos 19 anos mudou-se para São Paulo e, durante cinco anos, trabalhou no Jornal Folha da Manhã (atual Folha de São Paulo) escrevendo reportagens policiais.

Em 1959, quando ainda atuava como repórter policial, criou seu primeiro personagem – o cãozinho Bidu. A partir de uma série de tiras em quadrinhos com Bidu e Franjinha  (dono do cachorro) publicadas semanalmente na Folha da Manhã, Mauricio de Sousa iniciou sua carreira.

Nos anos seguintes, Mauricio criou mais tiras, outros tablóides e diversos personagens — Cebolinha, Piteco, Chico Bento, Penadinho, Horácio, Raposão, Astronauta, etc. Até que, em 1970, lançou a revista da Mônica, com tiragem de 200 mil exemplares, pela Editora Abril.

Em 1986, Mauricio saiu da Abril e levou as revistas da Turma da Mônica para a Editora Globo, onde permaneceu até 2006. Atualmente, está na Panini, uma multinacional italiana. A intenção é internacionalizar ainda mais seus personagens.

Seu mais recente sucesso é a publicação Turma da Mônica Jovem. É a linha de personagens  da turminha com seus 15 anos de idade. Os primeiros quatro números da revista, em 2008, venderam juntos mais de um milhão e meio de exemplares.

Hoje, entre quadrinhos e tiras de jornais, suas criações chegam a cerca de 30 países. Entre as revistas de histórias em quadrinhos mais vendidas do país, dez são de Mauricio de Sousa – atualmente, suas revistas respondem por 86% das vendas do mercado brasileiro. O autor já alcançou o extraordinário número de 1 bilhão de revistas publicadas. Não à toa, é considerado o maior formador de leitores do Brasil.

Aos quadrinhos, se juntam centenas de livros ilustrados, revistas de atividades, álbuns de figurinhas, CD-ROMs, livros tridimensionais e livros em braile.

A preocupação de Mauricio em ensinar, orientar e informar de forma leve e bem-humorada fez com que recebesse, em 1998, do Presidente da República do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, a medalha dos Direitos Humanos.  Mauricio de Sousa é o mais famoso e premiado autor brasileiro de quadrinhos.

Produtos Licenciados

Mais de 100 indústrias nacionais e internacionais são licenciadas para produzir quase 3.500 itens com os personagens de Mauricio de Sousa, em diversas categorias: jogos e brinquedos; roupas, calçados e acessórios; decoração; higiene pessoal; material escolar e papelaria; alimentação; vídeos e DVDs; revistas e livros.

Os produtos licenciados pela Mauricio de Sousa Produções já foram exportados para cerca de 90 países.

Desenhos animados

Mauricio foi o pioneiro na montagem de estúdios de animação e som no Brasil e realizou desenhos animados exibidos com sucesso na TV e no cinema, que foram posteriormente lançados em vídeo e DVD no Brasil e no exterior. A recém-criada Mauricio de Sousa Produções Digitais em sociedade com a produtora Digital 21, está produzindo seriados em 3D para a TV com a Turma do Penadinho, Astronauta e turma da Mônica Jovem. Estreiam à partir do final de 2011. O longa do Horácio tem previsão para 2014. A tecnologia das produções é igual ao das maiores produções mundiais.

Uma série do Ronaldinho Gaúcho para TV está sendo produzida pela GIG da Itália.

Longas-metragens produzidos pela Mauricio de Sousa Produções com direção e supervisão do autor:

• As Aventuras da Turma da Mônica – 1982

• A Princesa e o Robô – 1983

• As Novas Aventuras da Turma da Mônica – 1986

• Bicho Papão e Outras Histórias – 1986

• Mônica e a Sereia do Rio – 1987

• A Estrelinha Mágica – 1988

• Chico Bento em Óia a Onça – 1990

• O Natal de Todos Nós – 1992

• Cine Gibi – O Filme – 2004

• Cine Gibi 2 – 2005

• Turma da Mônica em Uma Aventura no Tempo – 2007

• Cine Gibi 3 – 2008

• Cine Gibi 4 – 2009

• Cine Gibi 5 – 2010

 

Parque da Mônica

Inaugurado em 1993, no Shopping Eldorado, em São Paulo, o Parque da Mônica foi projetado para ser um parque temático de lazer infantil e familiar com dezenas de brinquedos, shows e equipamentos reunidos em torno do universo encantado de alegria e diversão dos personagens de Mauricio de Sousa.

Mesmo recebendo uma média de meio milhão de crianças por ano e tendo se tornado uma inegável força no universo da cultura e do lazer no Brasil, o Parque da Mônica foi fechado em 2010.

Estão em andamento a construção de dois novos Parques, o da Mônica (previsto para  2013) e o do Cebolinha (previsto para início de 2012). Os dois em São Paulo.

Shows e Espaços Interativos

Pelo Brasil inteiro, os personagens de Mauricio encantam as crianças onde quer que apareçam ao vivo, em shows, peças teatrais e espaços interativos, feiras, escolas, convenções e festividades.

Os diversos shows musicais da Turma da Mônica já foram vistos por mais de 5 milhões de pessoas no Parque da Mônica; e que agora estão rodando o Brasil.

Os temas, que vão de drogas a falta de água, foram desenvolvidos com o auxílio de coordenadores pedagógicos, para que os shows transmitissem não apenas alegria, mas também mensagens positivas, capazes de fazer crianças e adultos refletirem sobre como tornar melhor o mundo em que vivemos.

Atualmente foi criada a EntreteniMônica para montagem de grandes espetáculos. A temporada de “Turma da Mônica no Mundo do Circo” que iniciou em abril em São Paulo e vai até outubro de 2011, é o mais atual sucesso. Espetáculo que vai rodar pelo Brasil ainda nesse ano.

Site

Sete vezes vencedor do prêmio Ibest, como o melhor site infantil brasileiro, e com mais de 15 mil páginas, o site da Mônica é visitado por crianças de todo o mundo, com mais de 30 milhões de páginas acessadas por mês.  Está passando por reformulações com novo visual e conteúdo até o final de 2011.

 

Exposição de Artes

No final dos anos 80, Rosa e Azul, de Renoir, foi a inspiração para a exposição de arte “Histórias em Quadrões” – Pinturas de Mauricio de Sousa, que aconteceria anos mais tarde, em 2001, na Pinacoteca do Estado de São Paulo, com 49 quadros e uma escultura, inspirados nos grandes mestres.

Recebida nos mais importantes museus brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Bahia, Brasília, Belo Horizonte, Goiânia e Recife), com mais de 800 mil visitantes, a exposição foi premiada no 14º HQ Mix (o “Oscar” do quadrinho brasileiro) como “Melhor Exposição de 2001” e “Valorização da HQ”.

 

Instituto Cultural Mauricio de Sousa

Com o crescimento da agenda de campanhas de utilidade pública o autor fundou em 1997, o Instituto Cultural Mauricio de Sousa, para desenvolver campanhas sociais colocando assuntos sérios de forma leve e coloquial em revistas em quadrinhos, atraindo tanto leitores infantis quanto adultos. Desde então, realiza centenas de campanhas educacionais e institucionais.

Mauricio utilizou temas como saúde, educação, cultura e ecologia e produziu campanhas para a OPAS – Organização Pan-Americana da Saúde, WHO, UNESCO, UNICEF, Associação Americana do Coração e os Ministérios da Saúde, Educação, Agricultura e Transportes, com mais de 70 milhões de revistas institucionais distribuídas gratuitamente.

Usando a força da Mônica para atrair a atenção para mensagens importantes, produziu também uma série de revistas em quadrinhos para campanhas vinculadas à PAHO, o escritório regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde, em Washington.

As revistas especiais focalizam assuntos como saúde, higiene, vacinação, proteção ao meio ambiente, e são distribuídas em todos os países das Américas.

Mônica, Embaixadora do UNICEF

Em 2007, o UNICEF nomeou Mônica Embaixadora do UNICEF.

Pela primeira vez um personagem de histórias infantis recebe esse título, e o seu criador, Mauricio de Sousa foi nomeado Escritor para Crianças do UNICEF, na mesma cerimônia.

 

Os Mascotes Tikara e Keika

Nas comemorações do Centenário da Imigração Japonesa para o Brasil, Mauricio criou os mascotes Tikara e Keika, que já foram incorporados às histórias da Turma da Mônica.

Mônica, Embaixadora do Turismo Brasileiro

Em 2008, o Ministério do Turismo do Brasil nomeou Mônica Embaixadora do Turismo Brasileiro.

A intenção é que a personagem, considerada a primeira-dama do quadrinho nacional, atue em campanhas no Brasil e no exterior para mostrar por que o nosso país merece ser visitado.

Turma da Mônica Jovem

Em agosto de 2008, Mauricio lançou, pela Panini, Turma da Mônica Jovem, uma nova revista que mostra os personagens adolescentes num traço que mescla o estilo do criador ao dos mangás (quadrinhos japoneses). Rapidamente, o título se tornou o maior sucesso editorial do mercado de quadrinhos brasileiro nos últimos 30 anos, com vendas superiores a 300 mil exemplares por edição.

Principais prêmios, títulos e homenagens

• Prêmio Gran Guinigi, pela revista Mônica, no Congresso Internacional de Lucca, Itália, 1971.

• Troféu Yellow Kid, o “Oscar dos Quadrinhos Mundiais”, no Congresso Internacional de histórias em quadrinhos de Lucca, Itália, 1971.

• Diploma do Ministério da Aeronáutica Membro Honorário da Força Aérea Brasileira, 1991.

• Honrado pelo presidente da República com a medalha dos Direitos Humanos, Brasília, 1998.

• Prêmio de Literatura Infantil da Academia Brasileira de Letras pelo livro A Turma da Mônica, 1999.

• Prêmio Destaque de Comércio Exterior (outorgado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil, como reconhecimento e incentivo ao segmento exportador), Rio de Janeiro, 2002”.

• Medalha e certificado de Campeão de Saúde das Américas da PAHO (Organização Pan-Americana da Saúde), pela valiosa contribuição para as campanhas de promoção da saúde e para a melhoria da qualidade de vida das populações das Américas, Washington, 2002.

• Certificado do ISO – Instituto Solidariedade –, como reconhecimento da Empresa Solidária Mauricio de Sousa Produções pela contribuição junto às organizações comunitárias não-governamentais, São Paulo, 2002.

• Título de Doutor Honoris Causa da Universidade La Roche, de Pittsburgh, pelos serviços prestados ao público infantil, 2001.

• Audiência com Sua Santidade Papa João Paulo II, no Vaticano e Medalha do Vaticano confirmando a sua nomeação como Membro do Conselho Administrativo do Centro Cultural Papa João Paulo II em Washington, DC, 2004.

• Homenagem da Escola de Samba Unidos do Peruche, no carnaval de São Paulo, com o enredo Com Mauricio de Sousa, a Peruche abre alas, abre livros, abre mentes e faz sonhar, 2007.

• Em maio de 2008, Mauricio de Sousa foi condecorado com a Medalha de Vermeil, honraria conferida anualmente pela Academia de Arte, Ciência e Letras da França, entidade criada em 1915 para defender, estimular e promover a arte, cultura, francofonia (adoção do idioma francês) e os criadores e talentos destacados nessas áreas.

• Também em maio de 2008, Mauricio de Sousa é indicado, numa pesquisa realizada pelo Ibope para o Instituto Pró-Livro, como um dos dez escritores mais admirados do Brasil.

• Em dezembro de 2010, Mauricio de Sousa foi eleito para ocupar a cadeira nº 24 da Academia Paulista de Letras. Em abril de 2011 foi empossado.

• Em 2011, Mauricio uniu-se à Digital 21 e criou a empresa MSDP – Mauricio de Sousa Digital Productions, que trabalhará tanto com animações como Turma do Penadinho e Turma da Mônica Jovem, quanto com produtos para mídias como IPad, Iphone, videogames etc.

• Em abril de 2011, Mauricio de Sousa ganhou o Prêmio Pulcinella, no Festival Cartoons on the Bay, em Rapallo, região de Gênova, na Itália, pelo conjunto de sua obra no mercado de animação.


Rockerz

Irônico e inconveniente desde 1980.


Comente:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados com *