Categorias
Quadrinhos

Panini lacrou gostoso em cima da Mythos

A Panini lacrou e o nerdola (e a Mythos) chorou.

Não costumo, nem gosto, de dar razão para a editora Panini, mas o motivo é tão importante e significativo que não pude deixar de lado. A editora não é uma empresa que eu aprecie muito quanto à questões comerciais e editorais. Faz tempo que deixei de comprar regularmente a versão nacional dos meus gibis favoritos, e a culpa é da editora. Mesmo assim a Panini Lacrou.

Tenho muitos problemas com a Panini, tenho batido neles desde que começaram a fazer seu trabalho que, apesar de tudo, é melhor do que era o da Abril em diversos aspectos. Não concordo com política de preços e nem com o emaranhado de gibis que vendem. Mas o mercado brasileiro também não é igual ao europeu ou o norte americano… Nos resta a melhor solução que encontraram para publicar os gibis de superseres da Marvel e DC Comics.

Dê dinheiro para a Panini e para mim também comprando gibis.

Panini lacrou gostoso em cima da Mythos - Midnighter - Blog Farofeiros

A Mythos já fez muita coisa interessante, mas nos últimos anos só conseguem mesmo é ideias duvidosas e ser babaca. É, mais gente babaca fazendo babaquice, acredita?

Calma que vou explicar.

Segundo post no Portal Perifacon uma editora da Mythos apoiou uma publicação de um desses perfis nerdolas atacando a linguagem neutra com um argumento bem burro. Ao ver a treta e Panini publicou em seu Instagram que é a favor da linguagem neutra.

(…) Entendemos que a língua portuguesa é viva e, assim, passa por atualizações e adaptações adequadas para o tempo atual e também como a forma de que diferentes grupos da sociedade se sintam representados. Inclusive, desde junho de 2020 as publicações da Panini Brasil chegam aos leitores com linguagem neutra.

Qualquer outra opinião de ordem pessoal, postada ou declarada nas redes sociais publicamente sobre o assunto não representa o posicionamento da editora.

A Mythos Editora também se declarou tirando o corpo fora, afirmando que a opinião da editora não representa sua posição. Agora, imagina só se a editora dessas, que não acha que a linguagem neutra é importa, vai aplicar isso em seu trabalho?

Gente conservadora devia se limitar e ficar dentro de um pote de azeitonas em conserva, assim pelo menos se torna relevante. Pessoas que o pensamento limitado, com um medo surreal da evolução são sempre vistas nos quadrinhos como vilões. A galera não deveria ter saído da sopa primordial… Qual tipo de gibi essa galera lê?

Pois é Mythos, passe o pano que quiser, mas se a política interna não reflete o que os funcionário pensam há um problema bem maior do que vocês imaginam.

Por Rodrigo Castro

Debochado, inconveniente, guru de bobajada, coach de piadas sem graça e sommelier de ironia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.