XIV EIRPG – Eu fui!

Dias 01 e 02 de Julho de 2006 ocorreu o XIV Encontro Internacional de RPG (EIRPG) em São Paulo, e eu, como boa apreciadora do jogo, não poderia deixar de marcar presença!

Colégio Marista Arquidiocesano

A primeira diferença marcante em relação aos anos anteriores foi o local do evento. Ao invés do longínquo Mart Center (que fica distante do metrô), foi no Colégio Marista Arquidiocesano, que você tropeça no metrô Santa Cruz e dá de cara com ele.

Visão panorâmica - estandes

Pessoalmente gostei da nova escolha, mas não achei a distribuição feita por eles adequada… como o espaço é muito grande, ficava tudo dispersado… além do que, as mesas de RPG estavam “escondidas” do outro lado do colégio, então faltou um pouco do “calor humano” que sempre houve nos internacionais (eu não ouvi nenhuma vez o batuque das mesas quando uma aventura se encerra…). Além disso, o palco ficou num ponto meio morto e a céu aberto (o que o deixou inutilizado no domingo devido a  chuva).

Visão panorâmica - estandes

Outra diferença que notei foi que finalmente eles colocaram seguranças educados!! Que sempre há uma vigilância meio pesada nos EIRPGs, isso não é novidade (a Devir se excede com precauções por causa dos falsos boatos sobre o rpg), só que os seguranças sempre foram trolls que não sabiam utilizar mais que duas palavras e ai de você se tentasse dialogar com eles! Mas esse ano, apesar dos caras cumprirem o trabalho deles, escutavam o que você tinha a dizer e eram até flexíveis!

Sean Punch 

Nos dois dias houveram várias palestras, inclusive com um convidado internacional: Sean Punch, um dos autores do GURPS 4ª edição. Mas como a Devir não podia deixar de pagar mico… a versão em português do livro não ficou pronta a tempo e o cara teve que autografar as versões Lite (que são uma prévia do livro… e que aliás, contém erros grotescos! Sorte do autor não saber português hehe).

Houve também exibição de filmes e animes (como Ranma 1/2, The Gamers, Steamboy e Final Fantasy Advent Children). Falando em FF, teve dois quizzes sobre a série, valendo o dvd do filme e um poster como prêmio e… eu fui uma das ganhadoras! (As centenas de horas gastas em frente do videogame tinham que servir para alguma coisa!)

De lançamentos, teve o “Defensores de Tóquio – Manual 4D&T” pela editora JBC… bom, eu não gosto desse sistema, acho fraco, então nem fui atrás, mas o que me interessou mesmo foi o jogo de card “Munchkin“, lançado pela Devir. Com um deck, podem jogar de 3 a 6 pessoas (de 2 até dá, mas não tem tanta graça) e o objetivo é chegar ao décimo nível, só que para isso, os jogadores terão que se unir e ao mesmo tempo atrapalhar uns aos outros. O legal dele são as cartas! Você pode tirar uma “Reclamar com o mestre” e subir um nível automáticamente, ou então se deparar com um “Monstro Indescritivelmente Indescritivel” que te proporcionará uma morte indescritivelmente indescritível! Lá o deck estava sendo vendido por R$ 34,90 e esgotou no meio do domingo (eu garanti o meu!).

Os Perpétuos de Sandman

Como todo ano, teve desfile de fantasias e, como todo ano, ganhou no sábado quem agradou mais a testosterona do público e no domingo ganhou quem estava de beholder (era uma garota e essa sim mereceu!). Pelo menos teve prêmios, que eu não lembro de ter tido nas edições anteriores do evento.

Povo vendo o jogo (sim, a imagem está desfocada!)

No sábado, como teve jogo do Brasil, não havia tantas pessoas como no domingo, mas foi legal assistir todo mundo reunido, xingando o Parreira e o Zagalo (sim! Eles colocaram telão como prometido).

Resumindo, o evento foi razoável, as mudanças que a Devir realizou foram válidas, mas ainda não foram suficientes para chamar o público desgarrado de volta. Acredito que será preciso um bom tempo e muito esforço para que isso aconteça… até lá, os eventos de anime continuarão bombando e enriquecendo quem os promove (morra de inveja Devir!).

- As fotos são de autoria do meu amigo Yuri (já que o Rockerz não libera verba para uma câmera digital para a redação)

- Mais fotos AQUI (site da Devir).


Tinúviel

Webmaster, cosplayer e frequentemente amolada com assuntos que desconhece.