Categorias
Filmes

Ender’s Game – O Jogo do Exterminador

enders-game-000

Em um futuro não muito distante  a raça humana é quase extinta devido a um ataque de alienígenas com cara de formiga… mas que voam e tem naves espaciais… o ataque foi repelido graças a um sacrifício… mas um novo ataque é eminente.

O mundo se une para criar uma solução definitiva para combater a invasão e se apoia em mentes jovens para aprender logo cedo técnicas de combate, aí aparece o herói Ender, um gênio incompreendido de sua escola… sofria bullying e ainda tinha que provar a sua família que era bom o suficiente para honra-los.

Ao ser destacado ele é levado para a academia para efetivamente aprender junto a outros selecionados as táticas de guerra a serem utilizadas, treinando em grupos, guerreando entre si e apenas os vencedores seriam condecorados… mas nem tudo é tão simples como parece. Ender é levado ao seu limite até que seu último teste se mostra… será que é tudo apenas um jogo?

Ender’s Game tem um título nacional ridículo e uma história bem complicada… não li os livros e conheço muito pouco do criador Orson Scott Card, mas aparentemente o filme agrada muito os fãs da série de 21 livros contando a história de Ender. A publicação original é de 1985 mas sofreu uma atualização em 1990, já que originalmente se mostrava muitos problemas políticos terrenos que influenciariam no espaço… o fim da Guerra Fria é um exemplo.

enders-game-01

Posso dizer então que o filme adapta uma parte da obra… deixa espaço para continuações mas… não me parece muito com o estilo de Hollywood… uma continuação não poderia se quer ter o mesmo título!

Visualmente o filme me chama mais atenção do que outras produções recentes, não por imitar a realidade, mas por dar forma real a fantasia… não sei como o mundo alienígena funciona, mas ver o lugar fervendo com insetos é bem legal… e perturbador já que aquele monte de coisas querer nos destruir tanto quanto nós queremos… Estranho? Pois é, mas é isso que arremete o fim do filme…

enders-game-02

Não é um filme ruim… muito longe disso, mas é confuso e com uma trama que tenta surpreender na base do improvável… ainda preciso descobrir se o tal do Ender é um médium ou sensitivo ou só o Professor Xavier disfarçado…

Por Rodrigo Castro

Debochado e inconveniente.

4 respostas em “Ender’s Game – O Jogo do Exterminador”

Só para enriquecer a informação, esse filme sofreu forte boicote da comunidade gay nos EUA. Orson Scott Card é um dos maiores homofóbicos no país lá e liderou por anos um grupo organizado contra o casamento de pessoas do mesmo sexo, em um nível agressivo. Devido a isso, surgiu o boicote ao filme.
Como eu sei disso? Bem, digamos que ele, na qualidade de ficcionista consagrado e em evidência com o filme, foi convidado pela DC Comics para escrever o volume 1 de Adventures of Superman. Isso causou uma repercussão negativa entre os inúmeros fãs do Homem de Aço: muitos afirmaram que não comprariam a revista e surgiram inúmeras petições solicitando a retirada do autor. Fora os vários donos de comics shop que se recusaram antecipadamente em fazer solicitação da revistam também em protesto. A coisa toda culminou com o desenhista Chris Sprouse anunciando que estava se retirando do projeto, afirmando não estar confortável em participar dele. No final, depois de toda a confusão em volta do Card, a DC voltou atrás e a edição #1 passou para as mãos de outro autor.
A coisa em torno da revista foi tão forte, que ele deixou de aparecer nas convenções de quadrinhos para fazer divulgação do filme. Imagine um monte de cosplayers enraivecidos protestando. O Harrison Ford ficou entre a cruz e a cruzeta: por um lado não podia emitir opinão sobre o autor do filme que estava divulgando e por outro tinha de manter sua imagem de bom rapaz junto aos fãs nerds.
Pra lascar de vez, Card também andou atacando o Obama, falando coisas pesadas demais (comparou Obama a Hitler, entre outras coisas nada agradáveis) em post no site político dele; post aparentemente ficcional (mas até que bem escrito, diga-se), mas que não engana, pois é evidente a intenção dele. Sobrou até pra Michelle Obama! ahahah Basicamente o site dele é dedicado a atacar Obama e tentar mostrar o quanto Bush é criticado injustamente (na opinião dele).
Obviamente os eleitores do Obama não gostaram disso… e muito menos o estúdio do filme. E essa é a minha teoria: o estúdio foi responsável pelo período de silêncio que o Osson Scott Card andou tendo. De repente ele saiu da direção da organização de perseguição ao casamento igualitário, parou de aparecer nas divulgações do filme. Para você ter uma idéia, o site dele parou de ser atualizado depois desse post que citei.
Ufa! Agora diga se Superman também não é informação! 😀
Aqui no Brasilzão, ninguém sabe dessa confusão, mas acho que o filme não foi muito bem. Aqui em minha cidade só ficou uma semana em cartaz, basicamente.

Bem, daqui da dimensão compacta que estou, continuo aguardando que alguém resolva fazer alguma coisa digna e à altura daquilo que considero comparável a um Lord of the Rings espacial: Fundação (de Isaac Asimov)… (e SEM Will Smith no meio de novo). Isso sim, uma obra de ficção irresistível, grandiosa, envolvente e totalmente cabeça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.