Arquivo da Categoria: Na Escuta

O que anda Na Escuta dos Farofeiros.

Conheça o Rock Phoenix

rock-phoenix

Somos roqueiros… farofeiros roqueiros na verdade… e como muitos sentimos falta de um bom exemplo nacional a ser seguido… eu mesmo tive como última banda nacional que realmente gostei o Raimundos na era Rodolfo… depois tudo desandou (incluindo banda).

Nosso bróder Zé Alberto Martins faz parte de um projeto muito interessante, o Rock Phoenix, os caras estão querendo revolucionar o cenário rock n’ roll no Brasil!!! Porra, quer melhor atitude do que essa? Abaixo você vê a primeira edição do Rock Phoenix TV com a entrevista com um dos idealizadores do projeto, o vocalista, produtor e professor de canto Eduardo Galdin que, dentre outras coisas, fala do surgimento e explica porque o Rock Phoenix é inovador.

Mais que recomendado, é ROQUENROU PORRA!!

Aproveite a curta a fanpage do Rock Phoenix no Facebook!


Offspring – Hit That

offspring

Offspring é mais uma daquelas bandas que eu não entendo como ainda não mencionei nesta coluna… são tantos hits que tenho na cabeça que ficou quase impossível escolher um som apenas, com isso terei que prometer que veremos mais os tios do Offspring por aqui.

Lembrei de Hit That esses dias, andando pela rua e do nada a patroa começa a cantarolar essa música… me perguntei quanto tempo fazia que não a ouvia e cheguei a um número absurdo que não vou divulgar, mas faz tempo demais. Lembro deste clipe sendo lançado e lembro de achar fantástico a evolução gráfica por misturar tão bem computação gráfica com cenas reais… é… tô velho amiguinhos, mas nem por isso o som é menos divertido, eu sei que está longe de ser a melhor música da banda, mas é divertida.

Mas dá dó do cachorro.

Hit that with us kids!

The winds of fortune
Don’t blow the same
She had to get out
And make a change
She had a kid now
But much too young
That baby daddy’s out having fun

He’s saying
I’m on a roll
With all the girls I know
His baby momma
She ain’t so slow
He’s saying
I’m on a roll
With all the girls I know
I know you wanna hit that
I know you wanna hit that, hit that
All the world is gettin’ with, I say
Consequences are a lot, but hey
That’s the way it
That’s the way things go
Hey, hey, hey

What was a family
Is now a shell
We’re raising kids now
Who raise themselves
Sex is a weapon
It’s like a drug
It gets him right into that grave that he just dug

She’s saying
I’m on the run
I’m chasing guys for fun
Her baby daddy
It ain’t his only one
She’s saying
I’m on the run
I’m chasing guys for fun
I know you wanna hit that
I know you wanna hit that, hit that
Everybody’s gettin’ with, I say
Consequences are a lot, but hey
That’s the way it
That’s the way things go
Hey, hey, hey

Well it winds up
Broken up
Really such a shame
But why not
Take a chance
Everything’s a game
And it don’t stop
Hooking up
Nothing’s gonna change
The more he’s trying
The more he’s buying

He says
I’m on a roll
With all the girls I know
His baby momma
Don’t need to know
He’s saying
I’m on a roll
With all the girls I know
I know you wanna hit that
I know you wanna hit that, hit that
All the world is gettin’ with, I say
Consequences are a lot, but hey
That’s the way it
That’s the way things go

Curta nossa playlist do Na Escuta! Agora também no Spotify.


Friendly Fires – Hurting

friendly-fires

Não sou psicodélico e nem curto essa onda modernosa de algumas vertentes do rock… mas em 2012 assistindo ao Lollapalooza conheci Friendly Fires… não me impressionou e eu nem saí rebolando por aí, pode ficar tranquilo.

Com um som que me lembrou um pouco Daft Punk, mas feito ao vivo… mas o que realmente impressiona é a quantidade de gente dançando durante o show dos caras. Foi curto, não durou uma hora… mas a galera se remexia e rebolava mesmo… não parecia um show de rock! Mas já que a galera estava se divertindo e nem deveria ser por conta de drogas, afinal seria preciso colocar na água pois era muita gente mesmo alucinada dançando… e naquele dia ainda tinha mais show, mas não pergunte de quem que não lembro.

Hurting é legal pelo clipe mesmo… e pelo que a cabeça da garota faz. Sensacional.

Aliás em breve você não ouvirá falar mais dessa banda. Qual banda?

Fires with us kids!

I can feel in my body
Chains on me are breaking loose
I can feel in my body
Standing tall I make the moves

With the sun kissing my face
There’s no way that I can lose

And the thing that I
Crave your embrace
You’re the one that’s being you

I hear you say
I can’t let you leave my life like this
I hear you say
Don’t leave, don’t leave, don’t leave

Either way that I
Can’t keep feeling the pain of your touch
Your touch keeps on hurting

Either way that I
Can’t keep feeling the pain of your touch
Your touch keeps on hurting

Gotta let this go
Gotta feel some more on my own
Your touch keeps on hurtin’

Gotta let this go
Gotta feel some more on my own
Your touch keeps on hurtin’

I can feel in my body
Free from all the things you wear
I can feel in my body
Shows me the way, show me the way

I hear you say
I can’t let you leave my life like this
I hear you say
Don’t leave, don’t leave, don’t leave

Either way that I
Can’t keep feeling the pain of your touch
Your touch keeps on hurting

Either way that I
Can’t keep feeling the pain of your touch
Your touch keeps on hurting

Gotta let this go
Gotta feel some more on my own
Your touch keeps on hurtin’

Gotta let this go
Gotta feel some more on my own
Your touch keeps on hurtin’

Hurting this way
Hurting this way
Hurting this way
Hurting this way

Hurting this way
Hurting this way
Hurting this way
Hurting this way

Hurting this way
Hurting this way
Hurting this way
Hurting this way

Either way that I
Can’t keep feeling the pain of your touch
Your touch keeps on hurting

Either way that I
Can’t keep feeling the pain of your touch
Your touch keeps on hurting

Gotta let this go
Gotta feel some more on my own
Your touch keeps on hurtin’

Gotta let this go
Gotta feel some more on my own
Your touch keeps on hurtin’

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


BNegão – A Verdadeira Dança do Patinho

bnegao

Em clima de comemoração nacional pelas vindouras eleições acho que devemos proclamar um clássico da música nacional como hino pela vitória popular!

Por que não escolher um jovem poeta, de história humilde, conhecido internacionalmente pelo seu trabalho ao lado dos naturistas do Planet Hemp que possuía trabalho elogiadíssimo para proteção do verde e a utilização de produtos naturais, BNegão é o artista brasileiro de nossa escolha. Este cantor completo elaborou tal melodia com seus colegas de bairro enaltecendo as virtudes do brasileiro em forma de uma contagiante dança! E vejam só, além de tudo a música é em ritmo bem popular: o funk que é para todos dançarem de mãos dadas.

Vamos amiguinhos, ergamos todos nossa voz em uníssono desta música batuta… quem sabe você entende a ironia da história e vê se tenta mudar alguma coisa pelo menos na hora em que for votar deixando fanáticos religiosos, palhaços, ladrões e racistas longe do governo… afinal se eles fizerem alguma merda você será cúmplice!

Quack with us kids!

Eles traçam e destraçam o seu caminho
É a dança, dança
Dança do patinho
Eles mandam uma qualquer e tu leva fé direitinho
É a dança, dança
Dança do patinho

Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Temporada de caça aos patos

Você que assina contrato sem ler
Acha que a O.N.U. se importa com você
Você que acredita no ouro nacional
Chegou a sua hora isso é fenomenal
Você que acredita no que falam na TV
Dá seu dinheiro pro pastor pra fazer sua fé valer ê ê
E pra você que acredita no velho azul marinho, essa é sua dança
Dança do patinho

Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Dança, dança, dança do patinho

Você que acredita na mega sena, toto bola, raspadinha e na garota de Ipanema
Você que acredita nos caras pintadas, acredita que o Brasil vai tá ganhando com a ALCA
Acreditou em inflação zero, no salário-desemprego
Mas não viu que o governo tava botando no seu …
Parabéns, você é perfeito, foi feito pra isso
Pra dançar a dança, a verdadeira dança do patinho

Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Dança, dança, dança do patinho

Você que toma volta quando quer ficar ligado
Acredita no bicho papão e no aumento de salário
Você que paga seus impostos religiosamente, esperando algum dia uma aposentadoria decente
Você que acredita em alguma punição pros que roubam e colocam no … da população
E pra você que acredita que nunca foi lesado, cante comigo esse hino, esse é o meu recado
Braço em forma de asa, alterna pé e faz biquinho tu entrou na dança
Dança do patinho

Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Dança, dança, dança do patinho – a verdadeira
Temporada de caça aos patos
Temporada de caça aos patos

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Lily Allen – Alfie

lily-allen

Lily Allen e sua música estão longe, muito longe de me fazer contente… ou alegre… mas essa música é especial.

Alfie fala do irmão da cantora de mesmo nome que é um maconheiro, vagabundo que só vive nos jogos para PC… zoar o irmão com uma música? A moça ganhou meu respeito… mas não é só isso, o tal do Alfie é Alfie Allen, ator que, entre diversos papéis, atua como Theon Greyjoy em Game of Thrones que entre outras coisas, pega nas parte íntimas de sua irmã na série. Para completar a história épica Lily Allen foi convidada para interpretar a irmã do personagem que é bulinada… mas por conta desse “pequeno” detalhe ela preferiu dispensar a oportunidade.

Zoar o irmão é legal, bulinar a irmã não é legal.

Get high with us kids!

Ooooo deary me,
My little brother’s in his bedroom smoking weed,
I tell him he should get up cos it’s nearly half past three
He can’t be bothered cos he’s high on THC.
I ask him very nicely if he’d like a cup of tea,
I can’t even see him cos the room is so smoky,
Don’t understand how one can watch so much TV,
My baby brother Alfie how I wish that you could see.

Oooooo I only say it cos I care,
So please can you stop pulling my hair.
Now, now there’s no need to swear,
Please don’t despair my dear Mon frere.

Ooooo Alfie get up it’s a brand new day,
I just can’t sit back and watch you waste your life away
You need to get a job because the bills need to get paid.
Get off your lazy arse,
Alfie please use your brain
Surely there’s some walls out there that you can go and spray,
I’m feeling guilty for leading you astray,
Now how the hell do you ever expect that you’ll get laid,
When all you do is stay and play on your computer games?

Oooooo I only say it cos I care,
So please can you stop pulling my hair.
Now, now there’s no need to swear,
Please don’t despair my dear Mon frere.

Oh little brother please refrain from doing that,
I’m trying to help you out so can you stop being a twat.
It’s time that you and I sat down and had a little chat,
And look me in the eyes take off that stupid fitted cap.

Oooooo I only say it cos I care,
So please can you stop pulling my hair.
Now, now there’s no need to swear,
Please don’t despair my dear Mon frere.

Please don’t despair
Please don’t despair
Mon frere

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Talking Heads – Psycho Killer

talking-heads

Sim amiguinhos, mais um clássico da noite. Mais um clássico de bêbado. Mais uma música que paguei o mico de dançar bêbado outro dia por aí… não, minha namorada não tirou fotos e nem ninguém. Morram todos vocês… mas antes terminem de ler…

Talking Heads já é um clássico por si só, apesar disso esse é sim a música de maior sucesso da banda, mas Psycho Killer especificamente é uma das músicas que mais ouvi versões por aí. David Byrne , líder da e vocalista da banda, é um cara que gosto bastante… não musicalmente… ele fora do Talking Head não me agrada, mas respeito o cara… mesmo quando ele tenta tocar com brasileiros metidos e arrogantes… aham.

E é claro que o som não é novo… mas se considerar que foi lançada em 1975 e até hoje o povo fica pulando bêbado em baladas de roquenrou pelo Brasil… bem, acho que o trabalho das cabeças falantes foi bem feito. A música seria os devaneios de um assassino mesmo… Byrne teria dito que inicialmente ele imaginou essa música como uma balada feita por Alice Cooper e originalmente até haveria um dialogo mostrando um assassinato, segundo ele vilões como Coringa e Hannibal Lecter são muito mais interessantes que os cara bonzinhos. E não é verdade?

E sim, tem francês no meio da letra… pode falar, agora seu embromeichon foi por água abaixo hein!


Get psycho with us kids!

I can’t seem to face up to the facts
I’m tense and nervous and I
Can’t relax
I can’t sleep ’cause my bed’s on fire
Don’t touch me I’m a real live wire

Psycho Killer
Qu’est-ce que c’est
Fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-far better
Run run run run run run run away
Psycho Killer
Qu’est-ce que c’est
Fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-far better
Run, run, run, run, run, run, run, away

You start a conversation you can’t even finish it.
You’re talking a lot, but you’re not saying anything.
When I have nothing to say, my lips are sealed.
Say something once, why say it again?

Psycho Killer
Qu’est-ce que c’est
Fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-far better
Run run run run run run run away
Psycho Killer
Qu’est-ce que c’est
Fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-far better
Run, run, run, run, run, run, run, away

Ce que j’ai fais, ce soir la
Ce qu’elle a dit, ce soir la
Realisant mon espoir
Je me lance, vers la gloire, OK
We are vain and we are blind
I hate people when they’re not polite

Psycho Killer
Qu’est-ce que c’est
Fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-far better
Run run run run run run run away
Psycho Killer
Qu’est-ce que c’est
Fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-fa-far better
Run, run, run, run, run, run, run, away

Oh, oh, oh, oh, oh, oh, oh, oh

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Apenas Um Show – Eureka

apenas-um-show

Existe aquele momento da vida em que o homem atinge determinada idade que faz com que ele volte a assistir desenhos animados… o Cartoon Network voltou recentemente a ser o canal que mais assisto TV aqui em casa, aliás é o que eu mais assisto com a patroa e mesmo sem ser o programa ideal para um casal a gente se diverte muito… é o desenho favorito dela, mas eu gosto mais de GumballApenas Um Show é fodasticamente o mais foda… referências de nossa infância são frequentes: fitas K7 em walkman, jogar Master System, não depender de smartphone… aliás, sabem quem mais gosta de Apenas um Show? A MINHA MÃE!!!

Aham…

Mesmo que eu tenha traumatizado ao ver o Pairulito correndo pelado a animação é foda e, como tudo que é foda, existe sua parcela musical. Em um episódio Rigby fica com uma música daquele tipo chiclete na cabeça… e acaba que a música sai de sua mente e começa a atrapalhar todo mundo, o plano sensacional de Mordecai é criar uma canção mais grudenta do que a primeira para um combate… É… quem escreve esses desenhos usa muitas drogas fortes e que provavelmente nem sei o nome.

E me agradeçam por não colocar a musiquinha da Princesa Caroços aqui!

Prove o macarrão with us kids!

Eureka
Eureka
Prove o macarrão
Depois tire uma soneca

Eureka
Eureka
Prove o macarrão
Depois tire uma soneca

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Stone Temple Pilots – Sour Girl

stone-temple-pilots

Stone Temple Pilots é uma das bandas que mais estou surpreso de eles não estarem por aqui… não, não os idolatro como faço com Alice in Chains, mas é que a banda fez parte da minha já citada fase grunge… não que eu tenha deixado de ser grunge… mas é coisa velha. Até hoje quando vejo no Guitar Hero alguma música deles corro para tocar… na guitarra real eu ainda sou ruim demais mas já toquei músicas deles também.

Sour Girl me veio a mente a poucos dias, enquanto dirigia de volta para casa… não, não me lembra ninguém, nem uma situação. Me lembra a época mesmo, eu me esfolando para fazer a porcaria da faculdade, pegando um transito infernal para chegar lá enquanto ouvia a sonzeira respirando fumaça!

Outra coisa que chamou muita atenção na época foi a presença sensual da atriz Sarah Michelle Gellar, que na época era bem conhecida pelo seu papel na série Buffy – Vampire Slayer… nessa época até Stone Temple Pilots entrava para o finado Disck MTV!!! Mas não é só isso, para a felicidade de minha insônia e alegria de meus pesadelos eles inventaram de colocar uns Teletubies medonhos enquanto Scott Weiland se contorce para prestar essa “homenagem” a primeira esposa. Viu o que dá namorar rockstars meninas?

Get bitter with us kids!

She turned away, what was she lookin’ at?
She was a sour girl the day that she met me
Hey, what are you lookin’ at?
She was a happy girl the day that she left me

She turned away, what was she lookin’ at?
She was a sour girl the day that she met me
Hey, what are you lookin’ at?
She was a happy girl when she left me

What would you do?
What would you do if I followed you?
What would you do, I follow?

Don’t turn away, what are you lookin’ at?
He was so happy on the day that he met her
Say, what are you lookin’ at?
I was a superman but looks are deceiving

The roller coaster ride’s a lonely one
I’d pay the ransom note to stop it from steaming
Hey, what are you lookin’ at?
She was a teenage girl when she met me

What would you do?
What would you do if I followed you?
What would you do, I follow?

What would you do?
What would you do if I followed you?
What would you do, I follow?

The girl got reasons
They all got reasons

What would you do?
What would you do if I followed you?
What would you do, I follow?

What would you do?
What would you do if I followed you?
What would you do, I follow?

Hey, what are you lookin’ at?
She was a happy girl the day that she left me
The day that she left me
The day that she left me

She was a happy girl the day that she left me
The day that she left me
The day that she left me
She was a sour girl the day that she left me

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Doors – The End

doors

Tudo morre.

Você, eu, todos nesse planeta.

Nosso sol. Nossa galáxia e, eventualmente, o próprio universo. É assim que as coisas são.

É inevitável… e eu aceito isso.

O que eu não vou tolerar – oque eu acho inaceitável – é a aceleração anormal desse fim.

Não, isso não é a letra da música… mas é o trecho da fala de Reed Richards no gibi Novos Vingadores, escrito por Jonathan Hickman, que fez The End do Doors começar a tocar mentalmente de forma viral… O texto se repete em vários trechos da saga, em realidades alternativas e flashbacks enquanto incursões levam a dimensões colidirem umas com as outras. Acho que Jim Morrison lendo uma história dessas nem se sentiria tentado a usar drogas. É tudo sobre o fim inesperado e como isso não é tão ruim assim e como a jornada pode ser bem mais dolorida que a conclusão… afinal até Morrison ficava assustado pelas pessoas terem mais medo da morte do que da dor de viver… Já que tudo acaba e tudo morre, por que se preocupar? Preciso mesmo divagar como Morrison era poético?

O vídeo abaixo é uma versão ao vivo de um show do Hollywood Bowl em 1968, mas a conheci mesmo quando assisti Apocalypse Now ela choca a espectador logo na sequência de abertura do filme de Coppola de 1979… e vou lhes pedir um favor, fiquem longe das covers desse som, são todas péssimas!

Do a blue rock with us kids!

This is the end
Beautiful friend
This is the end
My only friend, the end

Of our elaborate plans, the end
Of everything that stands, the end
No safety or surprise, the end
I’ll never look into your eyes…again

Can you picture what will be
So limitless and free
Desperately in need…of some…stranger’s hand
In a…desperate land

Lost in a Roman…wilderness of pain
And all the children are insane
All the children are insane
Waiting for the summer rain, yeah

There’s danger on the edge of town
Ride the King’s highway, baby
Weird scenes inside the gold mine
Ride the highway west, baby

Ride the snake, ride the snake
To the lake, the ancient lake, baby
The snake is long, seven miles
Ride the snake…he’s old, and his skin is cold

The west is the best
The west is the best
Get here, and we’ll do the rest

The blue bus is callin’ us
The blue bus is callin’ us
Driver, where you taken’ us

The killer awoke before dawn, he put his boots on
He took a face from the ancient gallery
And he walked on down the hall
He went into the room where his sister lived, and…then he
Paid a visit to his brother, and then he
He walked on down the hall, and
And he came to a door…and he looked inside
Father, yes son, I want to kill you
Mother…I want to…fuck you

C’mon baby, take a chance with us
C’mon baby, take a chance with us
C’mon baby, take a chance with us
And meet me at the back of the blue bus
Doin’ a blue rock
On a blue bus
Doin’ a blue rock
C’mon, yeah

Kill, kill, kill, kill, kill, kill

This is the end
Beautiful friend
This is the end
My only friend, the end

It hurts to set you free
But you’ll never follow me
The end of laughter and soft lies
The end of nights we tried to die

This is the end

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Weird Al – Smells Like Nirvana

weird-al

Tem coisas que marcam história… Nirvana fez história… mas Weird Al Yankovic deixou tudo mais épico!

Recentemente Weird Al voltou a ativa com um álbum novo e diversas paródias novas, mas Smells Like Nirvana sempre será a melhor para mim. Tirando sarro de Smells Like Teen Spirit a música foi lançada em Abril de 1992, depois de passar uma fase financeira difícil e se aproveitar do bom humor dos grunges para fazer uma grana… é fato que toda e qualquer sátira ou paródia não precisa respeitar direitos autorais mas mesmo assim Weird Al procurou Kurt Cobain, líder do Nirvana, que deu autorização para a gravação de imediato! Aliás Cobain considerou a paródia um elogio sem tamanho… e olha que a paródia zoa a parte em que a música original por si só não fazia sentido algum.

Mas é claro que não é só a música a paródia… o clipe também tira onda com a versão televisiva do Nirvana, prato cheio em dobro!

Bargle nawdle zouss With us kids!

What is this song all about?
Can’t figure any lyrics out
How do the words to it go?
I wish you’d tell me, I don’t know
Don’t know, don’t know, don’t know, oh no
Don’t know, don’t know, don’t know…
Now I’m mumblin’ and I’m screamin’
And I don’t know what I’m singin’
Crank the volume, ears are bleedin’
I still don’t know what I’m singin’
We’re so loud and incoherent
Boy, this oughta bug your parents
Yeah

It’s unintel-ligible
I just can’t get it through my skull
It’s hard to bargle nawdle zouss
With all these marbles in my mouth
Don’t know, don’t know, don’t know, oh no
Don’t know, don’t know, don’t know…

Well, we don’t sound like Madonna
Here we are now, we’re Nirvana
Sing distinctly? We don’t wanna
Buy our album, we’re Nirvana
A garage band from Seattle
Well, it sure beats raising cattle
Yeah

And I forgot the next verse
Oh well, I guess it pays to rehearse
The lyric sheet’s so hard to find
What are the words? Oh, nevermind
Don’t know, don’t know, don’t know, oh no
Don’t know, don’t know, don’t know…

Well, I’m yellin’ and we’re playin’
But I don’t know what I’m sayin’
What’s the message I’m conveyin’?
Can you tell me what I’m sayin’?
So have you got some idea?
Didn’t think so — Well, I’ll see ya
Sayonara, sayonara
Ayonawa, odinawa
Odinaya, yodinaya
Yaddayadda, yaaahyaaah
Ayaaaaaah!

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Cake – I Will Survive

cake

Você bebeu uma Guiness, o resto da Honey Dew da namorada, quatro mojitos, um drink macabro com sementes de maracujá, mais duas Erdingers… duas não, três… ou foram quatro? Não lembro, o que lembro é que começou a tocar essa música, eu e a patroa nos empolgamos e percebemos que era melhor ir embora antes de passar vergonha… Conferir o que foi gasto na caixa foi uma piada, se estivessem cobrando um carro novo ali provavelmente eu teria dito que havia comprado. Pedi para o caixa chamar um taxi, claro que não fomos dirigindo amiguinhos… sabíamos que beberíamos… mas passamos do limite.

Não sei se o taxista estava com pressa, mas viemos o caminho todo cantando a I Will Survive no carro… mas a viagem foi rápida, acho… não me lembro. Mas fiquei feliz de não ter sido barrado na porta do meu próprio prédio… não sei o por quê eu seria barrado, mas fiquei feliz. Até demos um boa noite com educação etílica para o guardinha que tratou de não nos responder… filho da puta! O resto não conto pois não lembro… ou lembro e não quero contar, tenho testemunha que não gorfei!

I Will Survive não é original do Cake, na verdade é um cover de Gloria Gaynor, lançado em 1978 e ganhou esta versão em 1996. Cake não deve ser a banda favorita de ninguém, mas sempre tem alguém lembrando deles e como o som é legal… na verdade não dá para classificar o som da banda… é um rock que puxa para o pop mas morre no alternativo e acaba sempre na trilha sonora de alguma novela.

Survive with us kids!

At first I was afraid, I was petrified
Kept’ thinkin’ I could never live
Without you by my side
But then I spent so many nights
Thinkin’ how you did me wrong
And I grew strong, and I learned how to get along

And so you’re back, from outer space
I just walked in to find you here
With that sad look upon your face
I should’ve changed that stupid lock
I should’ve made you leave your key
If I had known for just one second
You’d be back to bother me

Go now go, walk out the door
Just turn around now, cause you’re not welcome anymore
Weren’t you the one who tried to hurt me with goodbye
Do you think I’d crumble
Do you think I’d lay down and die
Oh no not I, I will survive
For as long as I know how to love
I know I’ll stay alive
I’ve got all my life to live
I’ve got all my love to give
And I’ll survive, I will survive
Hey, Hey!

It took all the strength I had not to fall apart
And trying hard to mend the pieces
of my broken heart
And I spent oh so many nights just feeling sorry for myself
I used to cry, but now I hold my head up high
And you’ll see me, somebody new
I’m not that chained up little person
still in love with you
And so you felt like droppin’ in
And just expect me to be free
Now I’m savin’ all my lovin
for someone who’s lovin’ me

Go now go, walk out the door
Just turn around now, cause you’re not welcome anymore
Weren’t you the one who tried to hurt me with goodbye
Do you think I’d crumble
Do you think I’d lay down and die
Oh no not I, I will survive
For as long as I know how to love
I know I’ll stay alive
I’ve got all my life to live
I’ve got all my love to give
And I’ll survive, I will survive

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


DJ Jazzy Jeff, Jeremy Ellis & The Roots – Mario Bros Beat Battle

jazzy-jeff

Quando o DJ Jazzy Jeff, o famoso Jazz de Um Maluco No Pedaço (ou Fresh Prince of Bel-Air para os mais frescos) é desafiado pelo músico digital Jeremy Ellis, plus a banda The Roots acompanhando, em uma festa de comemoração pelo 4 de Julho norte americano nós poderíamos pensar que ele utilizaria o óbvio para enfrentar seu oponente, uma música do seriado… mas não… o nosso amigo Jazz não satisfeito atacou em ritmo de Super Mario Bros.!

Um artista de hip hop conhecido por um papel cômico na TV tocando música de videogame em um duelo de DJs no dia da independência dos gringos… é… acho que já vi de tudo depois dessa! Apesar de não saber direito quem é e o que faz Jeremy Ellis dá para sacar que ele curte mesmo é tocar música de videogame para a galera dançante… o que deve ser constante motivo de chacotas, mas beleza… nada mais americano do que fazer uma mistureba musical com a trilha de um jogo criado por japoneses e com o personagem principal de origem italiana. Mama mia!

A qualidade dos vídeos é duvidosa, transmitido pela ABC o vídeo tem o som melhor que a versão do YouTube… de todo jeito a imagem é sofrível sem uma conexão boa amiguinho… os dois vídeos abaixo são da mesma coisa, mas de fontes diferentes!

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Godsmack – Cryin’ Like A Bitch

godsmack

A Copa está fodendo com a rotina de todo mundo… incluindo a gente aqui… um some, o outro aparece bêbado em reportagem na tevê, outro vai pro estádio e eu fico bêbado junto com minha namorada bem longe de qualquer coisa relacionada a futebol.

E é dela que vem a dica desta semana, a porrada Cryn’ Like A Bitch é algo para se ouvir depois de ter sido largado(a) ou levado um fora no Dia dos Namorados… ou não né, afinal o som é uma trilha para qualquer briga na verdade… Mas fãs de qualquer um desses esportes em que o objetivo é quase matar o oponente… ou fazendo-o chorar como uma vadia…

Godsmack nunca foi minha banda favorita… e não vai ser tão cedo… mas é inegável a qualidade dos caras na hora de fazer barulho… existe o rumor que a música é um recado para os chorões do Mötley Crüe, depois de terem feito mimimi… A banda se defende dizendo que o choro referido na música é de um time de futebol americano adversário ao deles… vai saber…

O não-romantismo dessa música é quase romântico, não acha?!?!?

Cry alone kid! heh

Strut on by like a king
Telling everybody they know nothing
And long live what you thought you were
And time ain’t on your side anymore (anymore)

And so you tell me I
Can’t take my chances
But I told you one too many times
And you were crying like a bitch

I’m tougher than nails
I can promise you that
Step out of line
And you get bitch-slapped back
And you can run
Your little mouth all day
But the hand of god
Just smacked you back into yesterday

And so you tell me I
Can’t take my chances
But I told you one too many times
And you were crying like a bitch

And you wonder why
No one can stand you
And there’s no denying
You were crying like a bitch
You were crying like a bitch

Blinded by your sacred faded past times
Only time is your enemy
Granted a second chance
To prove that your arrogance
Is stronger than you’ll ever be
Is stronger than you can be

Oh stronger than you can be
Oh stronger than you can (be)

And so you tell me I
Can’t take my chances
But I told you one too many times
And you were crying like a bitch

And you wonder why
No one can stand you
And there’s no denying
You were crying like a bitch

You were crying like a bitch
You were crying like a bitch
You were crying like a bitch

Oh Bitch

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Disturbed – The Infection

disturbed

Estamos naquela estação pré-inverno que faz com que todos, sem exceção, sofram de alguma maneira… seja pela temperatura baixa, seja pela simples alteração… mas é claro que tudo pode piorar, você pode ser infectado por um vírus ou bactéria da moda e ter que passar uns dois meses em estado de gripe… sem falar que duvido que exista melhor remédio para congestão nasal no que bater cabeça!! O muco saí violentamente e resolve todo e qualquer problema… se bem que seria uma boa trilha para Resident Evil ou The Walking Dead.

Minha namorada não fica gripada sem que The Infection seja a trilha sonora… Disturbed é uma daquelas bandas que não me lembro quando comecei a ouvir, mas o vocal e sonoridade sempre são marcantes… principalmente quando o vocalista canta a palavra “die”… Essa música é até recente para o meu padrão aqui de Na Escuta, em 2010 Asylum chegou ao topo da Billboard vendendo cerca de 180.000 álbuns em uma época em que MP3 já era algo comum, tal feito só foi alcançado por Metallica e Dave Matthews Band.

Outro fato interessante sobre o álbum é que ele teria sido composto como se fosse o filme Gladiador… combinando os momentos de glória, fúria e perda, isso segundo o vocalista David Draiman. O encarte do álbum e o clipe Land of Confusion foram produzidos do que o nosso amigo Todd McFarlane, que já desenhou o Homem Aranha e hoje vive de bonecos e sua cria demoníaca Spawn.

Get the infection with us kids… ATCHIM!

In the back of my mind I can
Barely even remember when
There was nothing left to hide and
She had found her way inside then
I was forced to walk alone
Living in an empty home
All I wanted was to hide and
Try to numb the ache inside
And I’m still afraid of the lights
And a thousand voices share their
Laughter at my demise

Now if I am to survive
The infection must die
Murder the beast
That’s been eating me alive
The infection must die

Nothing left but a broken man
Terrified of everything
Nothing left of his foolish pride, his
Fond memories slowly die, then
As he wakes again alone
Still a prisoner in his home
Ready to allow the dark to
Penetrate his broken heart
And he’s still afraid of the light
And a thousand voices share their
Laughter at his demise

Now if I am to survive
The infection must die
Murder the beast
That’s been eating me alive
The infection must die

Come on, motherfucker

Now if I am to survive
The infection must die
Murder the beast
That’s been eating me alive
The infection must die
This is where I draw the line
This infection must die
Give me release from this demon of mine
The infection must die
The infection must die

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉


Stone Sour – Tired

stone-sour

Sabe quando você está cansado, mas tão cansado que cansa só de ficar cansado? Pois é… uma hora cansa…

Sempre existe aquela hora em que bate a dúvida se Stone Sour é grunge ou metal… ou trash metal… Só sei que gostei da banda assim que ouvi o som lá por 1994 provavelmente. Desde então tenho acompanhado meio a distância o progresso da banda… até que recentemente me foi apresentado Tired, do álbum House of Gold & Bones – Part 1 de 2012. Me assustei pela banda ainda estar viva e mantendo o som fiel ao original, mesmo que comercialmente isso não seja inteligente fiquei feliz em saber que ainda acho que o vocalista poderia fazer cover de Bad Religion fácil fácil…

A banda sempre é associada aos seus amiguinhos famosos Soulfly e Slipknot, e você, acha parecido? Eu não… na verdade esse post é só para mostrar um vídeo de uma música que minha namorada postou… estou dominado, trancafiado no porão da casa dela e só posso colocar na internet o que ela aprova. SOCORRO!!!

Get tired of us kids!

I’m alive in here
So alive in here
Pulling down a little peace
I’m up and wide in here
Slow to rise in here
Saving grace and killing me

You say this only makes me incomplete
I’m cancelled out and rendered obsolete
Tell the Mad Chameleon he’s not welcome anymore
I know what I’m looking for

Somewhere close!
Somewhere safe!
Somewhere I know, I know, I’ll never live in chains
The one, is now aware, so stay away from me
I’m just too young to care!

I can see in here
And I can feel in here
Comatose with common sense
I take my time in here
Somebody get me out of here
What am I so against?

I just want to watch the whole world burn
Lost a million times and I won’t learn
Show me someone innocent
I’ll show you there’s no proof
I may be gone, but I’m no fool

I’m not close
I’m not safe
I don’t know, don’t, am I better off in chains?
The one, is not aware, so stay away from me
I’m just too young to care

I need somewhere close!
Somewhere safe
Somewhere I know, I know, I’ll never live in chains
The one, is now aware, so stay away from me
I’m just too young to care

Curta nossa playlist do Na Escuta! 😉