Eu.Odeio. Férias.

Férias é, por definição, uma folga no calendário de seu trabalho que faz com que você tenha dinheiro sem trabalhar mesmo sendo por tempo limitado. Odeio a parte do trabalho e a parte do limitado. Esse tempo limitado é calculado de acordo com o tempo que você trabalhou, logo se você trabalhou bastante vai poder tirar mais dias de folga.

Até aí nada demais, já que é o que corriqueiramente vemos por aqui.

É claro que eu gostaria de que todos fossem para a praia nesta época para deixar a cidade só para mim. Sim, por mim todos estariam pegando fila em padaria para comprar cinco pãezinhos sentido o cheiro do suor de todos ali presentes. A fila é grande hein. E os pães poderiam acabar na sua vez! Tô demais hoje!!

A minha afirmação provém da necessidade que tenho de ir e vir sem trombar com você caminhoneiro que acha que é dono da rua, você motoboy que pensa que a faixa pintada no chão é sua faixa de trafego, você mamãe que vai levar os guris para a escola e para na mão dupla em uma rua estreita.

Neste fim de semana mesmo tive um exemplo que quase me fez pular dentro do carro de uma guria por conta desse sentimento: eram cinco moças, todas maquiadas, arrumadas e enlatadas dentro do carro, uma tentava falar mais alto que a outra até a motorista chegar. Demorou até eu perceber o que elas falavam, era sobre a trilha sonora da viagem que partia do funk e ia até o forró, não que a distancia entre os dois seja muita, mas para mim é um abismo.

Eu estava caminhando, não ia esperar para ouvir o que elas decidiram, o porém dessa história é que elas levaram uma boa porcentagem de funk e forró que iria ficar aqui na cidade para a praia! Ou seja, é um ótimo negócio incentivar meninotas piriguetes a viajar. Podiam até fundar uma nação do funk e forró e ficar por lá de vez!

É triste saber que os dias de ausência destes tipos de seres é contado, por isso eu tiro férias só depois das férias deles. Tento fugir né?

Pensamento do Dia:Este é pior e menos inspirado texto que já escrevi em minha longa e longínqua vida em uma galaxia muito, muito distante.” É, tenho que concordar.

Veja também


OsChefe

Sou uma divina divindade com pena de seres como você que leem coisas como essa. Também sei que sei, mas não se sabe como se sabe não saber como soube. Sei que sou superior a você, humano.


Comente:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados com *