A SOPA esfriou e a PIPA do vovô não sobe mais.

anonymous

Este provavelmente será o post mais sério que já escrevi por aqui. Não que os outros não o sejam, mas eu sempre dou um jeito de avacalhar as coisas, mas dessa vez não. Se sair alguma avacalhoada é por conta pura e simples do riacho universal de energia avacalhadora.

Na semana passada o mundo internerdico ficou atento a dois projetos de lei gringos, o SOPA (Stop Online Piracy Act) e o PIPA (Protect Intelectual Property Act). Os projetos eram super protecionistas, chegando ao absurdo de controle de propriedades intelectuais. Para tanto o FBI decidiu tirar do ar o site Megaupload que, como tantos outros, armazenam e distribuem midia digital, não importa se é um arquivo TXT de sua criação ou a música nova do Justinn Bieber.

E dessa vez tenho que dar o braço a torcer, o Anonymous finalmente agiu da maneira que deveria desde o começo: poucas luzes e muito show! Com a hashtag #OpMegaupload eles retaliaram outros sites por conta da ação do FBI. justice.gov universalmusic.com riaa.org mpaa.org copyright.gov hadopi.fr wmg.com usdoj.gov bmi.com fbi.gov. E este foi apenas o início da brincadeira. A piada “não mexa com a internet” tem um novo significado agora, e fico orgulhoso de poder ver isso!

É importante lembrar que as gravadoras não reclamam de propriedade intelectual quando alguma música “vaza” para o exterior e faz sucesso não? Estou falando de “ai se eu te pego, ai ai se eu te pego”.

A internet não pode ter um dono. Nunca pôde, a teia em que estamos grudados não é o patrimônio de uma pessoa ou grupo de investidores, a rede é um patrimônio da humanidade, visto as mudanças que tivemos nesses últimos vinte anos. Eu nasci em uma época em que o máximo da telefonia móvel era um aparelho capenga no meio da rua que usavam FICHAS. E sem essas fichas não funcionava, hoje com um pequeno celular você faz um vídeo e manda para o email pessoal de sua mãe para mostrar que não está fazendo besteira na rua!

Anonymous, finalmente vocês mereceram usar a máscara de Guy Fawkes. Mas use com moderação.

Pensamento do Dia: “A building is a symbol, as is the act of destroying it. Symbols are given power by people. A symbol, in and of itself is powerless, but with enough people behind it, blowing up a building can change the world.” V

Obs.: Quanto ao título desde artigo, confesso surpresa por nenhum brasileiro ter feito essa péssima piada antes.

Veja também


OsChefe

Sou uma divina divindade com pena de seres como você que leem coisas como essa. Também sei que sei, mas não se sabe como se sabe não saber como soube. Ou não.


Comente:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados com *